RADAR INFOMONEY Por que o Santander surpreendeu o mercado? Veja as perspectivas para as ações dos bancos

Por que o Santander surpreendeu o mercado? Veja as perspectivas para as ações dos bancos

Pesquisa: executivos raramente deixam emprego por causa de salário

Korn/Ferry destaca que a falta de desafios e uma liderança ineficaz são os motivos mais comuns para salto na carreira profissional

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Parece surpreendente, mas é verdade: apenas 5% dos executivos deixam seu emprego atual por causa do salário. A constatação é resultado da Pesquisa Executiva da Korn/Ferry International, realizada entre os meses de dezembro de 2005 e fevereiro deste ano, com participantes de 80 países.

O que procura o executivo?

De acordo com a pesquisa, a falta de desafios ou de desenvolvimento na carreira é o principal fator que motiva um executivo a mudar de emprego, na opinião de 33% dos participantes. Liderança ineficaz (20%) e a busca por alternativas atrativas no mercado de trabalho (17%) foram também relacionadas.

E a ânsia por novos desafios se confirma em outra resposta: quando questionados sobre qual aperfeiçoamento faria a maior diferença na capacidade de uma empresa reter talentos, 42% dos participantes responderam “delegação de poderes de decisão aos funcionários”.

Aprenda a investir na bolsa

Como outras sugestões, foram mencionadas ainda as oportunidades para avanço e desenvolvimento da carreira (32%) e melhor qualidade de trabalho/vida (16%). Apenas 6% citaram como resposta a oferta de pacotes mais atrativos de compensação.

Remuneração x Oportunidade

Segundo Jack MacPhail, diretor administrativo das Américas para Soluções de Desenvolvimento de Liderança na Korn/Ferry International, os executivos não deixam seus empregos por uma remuneração melhor, mas sim por melhores oportunidades.

Justamente por isso, MacPhail destaca a necessidade das empresas formalizarem processos de gestão de talentos, bem como de identificação e desenvolvimento dos melhores executivos.

Novas oportunidades

A pesquisa destaca ainda o que os executivos buscam em relação à oportunidade de carreira, ou seja, o que esperam de um novo emprego. Neste aspecto, 40% deles responderam que a equipe de administração da companhia é o fator mais importante sempre que estiverem considerando uma nova posição.

Outros 17% responderam “cultura” da empresa; 15% optaram por “marca e reputação” e 11% por “estratégia atual”.

Quais as empresas mais atrativas?

De acordo com o estudo, 45% dos executivos citaram as grandes empresas nacionais e multinacionais como as mais atrativas para se trabalhar.
Na seqüência, as empresas de médio porte, porém estáveis, e as pequenas com perspectivas de rápido crescimento ficaram com o mesmo número de respostas: 27%.
No sentido oposto, as empresas familiares receberam apenas 2% das respostas.

PUBLICIDADE