Pesquisa aponta que mercado para executivos não está “fechado”

No quinto mês do ano, foram recrutados, via anúncio nos principais jornais de São Paulo, 62 executivos

SÃO PAULO – Em maio, os executivos disponíveis no mercado ou aqueles que procuram recolocação para melhores empregos
tiveram menos dificuldades para encontrar novas oportunidades.

As empresas que disponibilizam vagas estão sendo extremamente cuidadosas e exigentes nos seus processos de admissão, entretanto, o mercado não se encontra “fechado” para aqueles profissionais considerados muito bons e preparados para a batalha atual dos mercados, destaca a Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos.

Em maio, foram recrutados, via anúncio nos principais jornais de São Paulo, 62 executivos dos níveis de Gerência Média, Sênior e de Direção. Esse número é praticamente o mesmo do mês de abril (61), mas 35,42% inferior ao do mês de maio do ano passado (96).

No mês de maio, a média semanal foi de 12 anúncios publicados. Em abril, a média havia sido de 15 anúncios.

Mais procurados

Os executivos mais procurados no mês passado foram os da Área Geral de Marketing/Vendas, com 48% da oferta total de vagas; seguidos pelo segmento de Produção/Técnica, na área industrial, (19%); Serviços Internos, que são os de TI, RH, Jurídicos e outros (19%); e Finanças/Controle (7%).

Com relação aos cargos, em maio deste ano, os executivos mais procurados foram os: Diretores/Gerentes Comerciais; Diretores/Gerente de Vendas; Diretores/Gerentes de Recursos Humanos; Gerentes de Produção; Gerentes de Produtos; Gerentes Gerais; e os Gerentes de Materiais/Compras e Logística.

Setores

A indústria ofereceu o maior número de vagas de emprego para executivos em maio (60%). A seguir, aparecem Serviços (35%) e Comércio (5%). Já o setor bancário não fez anúncios de emprego no mês de análise, segundo a Laerte Cordeiro Consultores.

As empresas que mais ofereceram emprego para executivos, em maio, foram as de Química, Metalurgia, Autopeças, Bens de Consumo Durável, Consumo de Massa, Eletroeletrônicas e Farmacêuticas.