Pense bem antes de se relacionar com um colega de trabalho

Avalie: relacionar-se com algum colega de trabalho tem seus prós e contras, tanto para você quanto para seu chefe

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em algumas empresas, relacionamentos amorosos entre colegas são simplesmente proibidos. Via de regra, quando acontece, uma das duas pessoas é demitida. Em outras companhias, mais liberais e compreensivas, não há problema algum em namorar ou sair com alguém da equipe, desde que sejam respeitados os limites. Por exemplo, brigar na frente de todo mundo demonstra extrema falta de profissionalismo. Lembre-se: ninguém tem nada a ver com seus problemas pessoais!

Se você possui convicção de que encontrou sua alma gêmea, e que é um colega de trabalho, tenha em mente algumas barreiras que talvez terá que enfrentar. Primeiro, descubra como a empresa enxerga os relacionamentos dentro da equipe. Há chefes que não gostam, mas não porque desejam que seus colaboradores sejam infelizes. É mais provável que já tenham sido enfrentados problemas anteriores relacionados à questão.

Brigas no meio do expediente, comprometimento do trabalho em equipe e falta de pudor são alguns dos itens de uma grande lista de conseqüências negativas que preocupam empresários e supervisores. Além disso, antes de optar por esconder o relacionamento, saiba que “a mentira tem perna curta” e a possibilidade de as pessoas descobrirem, com o tempo, são muitas.

Competição

Aprenda a investir na bolsa

Perceba, também, que o dia-a-dia de uma casal que trabalha junto não é fácil. Caso uma ou ambas as partes sejam competitivas, as brigas serão inevitáveis, cedo ou tarde.

Vamos supor que um homem e uma mulher trabalham no mesmo departamento. No entanto, ela faz mais sucesso do que ele, é mais elogiada e acaba subindo de cargo, até chegar à posição de chefia. Terá que “mandar” no parceiro, cobrar resultados e ainda por cima ganhará um salário bem mais alto que o dele. Será que ele irá levar a situação numa boa, sem se sentir inferior? É claro que isso depende da personalidade de cada um, por isso existe também a possibilidade da produtividade do casal até aumentar, uma vez que estará trabalhando em uma mesma sintonia.

Rotina e ciúmes

Para quem é ciumento, o dia-a-dia pode se tornar uma verdadeira batalha. Isso porque as amizades no trabalho são inevitáveis. Entenda que seu parceiro ou sua parceira irá conhecer pessoas legais, inteligentes, interessantes e, mais do que isso, trabalhar com elas, conversar, discutir e ajudar. Ninguém é feliz vivendo isolado em uma ilha. Se você ficar “encrencando” com os laços de amizade do outro, tornará suas rotinas cansativas e, além de prejudicar o trabalho, poderá desgastar o próprio relacionamento.

Por fim, lembre-se que não é fácil conviver com uma pessoa 24 horas por dia, por mais que você a ame. E não é só isso. Quando os dois chegarem em casa, provavelmente irão falar do trabalho, o que pode ser sufocante com o passar do tempo, uma vez que os assuntos serão sempre os mesmos. Nenhum dos dois terá novidades ou surpresas a serem relatadas.

Uma saída é combinar não falar do trabalho ou dos colegas fora do expediente. A outra é realizar atividades separadamente, como uma pós-graduação.

Seja racional

Após avaliar os prós e os contras de se relacionar com um colega, tente conhecer bem a pessoa antes de dar o primeiro passo, porque, se não der certo, o clima entre os dois pode ficar ruim e comprometer a equipe. Há momentos em que precisamos ser mais racionais do que emocionais, para não nos arrependermos mais tarde.

PUBLICIDADE