Emprego

Pensando em pedir demissão? Veja cinco perguntas que você deve se fazer antes

O mercado formal brasileiro acumulou uma perda de 243.9 mil vagas em 2015

SÃO PAULO – O mercado de trabalho brasileiro não está em um de seus melhores cenários. Os últimos dados divulgados pelo Caged (Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados) mostram que mesmo com a geração de 8.2 milhões de postos de trabalho no ano, o mercado formal brasileiro acumulou uma perda de 243.9 mil vagas em 2015, resultado de 8.265.546 admissões contra 8.509.494 demissões no ano.

Só no mês de maio, o saldo negativo chegou a 115.599 vagas perdidas, resultado de 1.464.645 admissões contra 1.580.244 demissões no mercado de trabalho.

Com o mercado instável, aqueles que estão pensando em trocar de emprego ou mudar de área precisam analisar os prós e contras para não correr o risco de ficar muito tempo desempregado.

PUBLICIDADE

O site PayScale, listou cinco perguntas que você deve se fazer antes de sair pedindo demissão. Confira:

1- Existe alguma forma de resgatar o seu atual trabalho?
Há muitas razões para odiar um emprego: chefes ruins, política da empresa ou até mesmos as tarefas realizadas. Dependendo do motivo, você pode ser capaz de melhorar a situação sem tomar um grande risco de ficar sem o emprego. 
Procure saber se há uma vaga em outra unidade ou em uma equipe diferente, que poderia agradá-lo mais.

2- Você pode ser demitido?
Se você sair do seu trabalho, de um modo geral, você perde os seus benefícios como trabalhador. Às vezes é melhor você ser demitido do que pedir as contas; você pode tentar entrar em um acordo com o seu superior ou então se voluntariar caso a empresa esteja passando por uma situação ruim.

3- Você consegue se sustentar até quando?
A maioria dos especialistas financeiros vão te dizer que você precisa ter seis meses de despesas já garantidas quando você decide largar o emprego. Essa regra é especialmente importante se você sair de um emprego sem ter outro em mente.

4- Você aprendeu o que com a experiência?
Mesmo o pior trabalho pode lhe ensinar algo. Às vezes, é que você não quer estar nessa linha de trabalho, ou que você prefere trabalhar para uma empresa maior ou menor, ou que sua indústria está em apuros e é hora de fazer uma mudança. 
Antes de seguir em frente, pergunte a si mesmo o que você vai fazer de diferente em seu próximo emprego para melhorar as suas relações de trabalho.

5- Como você descreveria a sua situação para futuros gerentes?
Saiba o que você vai falar quando um futuro empregador questionar sobre o motivo que faz você deixar o antigo cargo. Nessa hora, foque nas coisas positivas e evite falar mal da antiga empresa.