Pela primeira vez em dois anos, bônus de verão cresceu no Japão

Bonificação média dos funcionários apresentou alta de 1,3% em relação ao ano passado e ficou em 410,6 mil ienes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O consumo do fim de ano no Japão promete: uma pesquisa divulgada pelo governo nesta segunda-feira (31/10) mostrou que houve aumento nos salários e nos bônus de verão dos funcionários japoneses, o que deixa os consumidores com mais dinheiro no bolso para gastar.

Em setembro, segundo relatório divulgado pelo gabinete de governo, os salários dos funcionários subiram 0,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Com isso, o salário médio ficou em 276,733 ienes, no que representou o primeiro aumento em dois meses.

Por sua vez, a média de horas trabalhadas subiu levemente, ficando em 151,4 no mês, o que representa um aumento de 0,2%.

Bônus sobem pela primeira vez em 2 anos

Aprenda a investir na bolsa

Pela primeira vez em dois anos, a média dos bônus de verão paga pelas empresas aos seus empregados cresceu na comparação com o mesmo período no ano anterior. Assim, o bônus médio ficou em 410,618 ienes, o que representa uma alta de 1,3% em relação ao registrado no ano passado.

De acordo com um membro do Ministério da Saúde, do Trabalho e do Bem-estar, o aumento foi conseqüência da melhoria nos resultados das empresas, que acabaram passados para seus empregados.

Maior alta ficou com o setor de educação

Na análise por setor o que se constata é que o maior crescimento dos bônus foi registrado nos setores de educação e manufatura, com alta de 3,1% e 2,6%, respectivamente. Por sua vez, no setor de serviços os bônus subiram 2,4%.

Contrariando a tendência de alta, o bônus médio pago nos setores de transportes e restaurantes e hotéis caiu 3,0% e 2,4%, respectivamente.