Páscoa: trabalho temporário gerou 63,3 mil postos de trabalho

Do total, 15% dos contratos temporários têm chance de efetivação, correspondendo a quase 9,5 mil profissionais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em todo o Brasil, o comércio e a indústria de chocolates contrataram 63,3 mil profissionais temporários para a Páscoa deste ano. O número é 5,5% maior do que o registrado em 2009, segundo levantamento realizado pela Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário). Também supera a previsão inicial, de 61,5 mil vagas.

A pesquisa aponta ainda que 15% dos temporários têm chance de efetivação, o que corresponde a quase 9,5 mil trabalhadores, praticamente o dobro do registrado no mesmo período de 2009. A data também significou oportunidade de primeiro emprego para 25% das pessoas.

“Com a economia aquecida, todos os setores são favorecidos na mesma proporção e isso reflete em mais oportunidades de trabalho para todos, inclusive os temporários”, afirma o presidente da Asserttem, Vander Morales.

Aprenda a investir na bolsa

Análise por segmento
O setor industrial foi o responsável por 60% das vagas preenchidas, principalmente para a linha de produção. As empresas de embalagens artesanais também contribuíram para o aumento das contratações, com uma projeção de 20% nas vendas ante o ano anterior. Confira a tabela abaixo:

Temporários na Páscoa 2010
Setor Crescimento  Efetivação  1º emprego 
Indústria8%22% 20%
Shopping Center2,5%5%21%
Supermercados 4,5%8%25%
Lojas de Departamento5%19%25%
Varejo de rua7,5% 21%34%
Média geral5,5%15%25%

Perfil dos profissionais
Em relação ao perfil dos profissionais, os homens representaram 55% dos contratos, em funções como auxiliar de produção, auxiliar de expedição, auxiliar de cozinha, promotor de venda, estoquista e operador de empilhadeira. Em média, os candidatos têm idade acima de 18 anos e Ensino Médio completo. A remuneração ficou entre R$ 550 e R$ 1,3 mil.

No comércio, as vagas foram para balconistas, vendedor, degustador, demonstrador e repositor e foram preenchidas igualmente por homens e mulheres na faixa etária entre 18 e 30 anos, com Ensino Médio completo. Já a remuneração variou de R$ 550 a R$ 850.