Páscoa: Sudeste concentra mais da metade das vagas temporárias

Perspectiva é de que apenas 11,25% dos contratados sejam efetivados este ano, por conta da crise mundial

SÃO PAULO – A região Sudeste lidera o ranking de contratações para a Páscoa, com cerca de 55,27% das 60 mil vagas abertas para trabalhadores temporários.

Os dados são da Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário).

Depois, aparecem as regiões Sul (20,29%) e Nordeste (12,24%). Já no Centro-Oeste e no Norte, a ocupação de vagas temporárias previstas é de 8,17% e 4,02%, respectivamente.

PUBLICIDADE

No que se refere ao Sudeste, 32,37% das vagas deverão ser ocupadas em São Paulo. O estado é seguido por Minas Gerais (12,50%), Rio de Janeiro (8,05%) e Espírito Santo (2,35%), segundo informações divulgadas pela diretora de Comunicação da Asserttem, Jismália Oliveira Alves, à Agência Brasil.

Análise setorial

Entre as 60 mil contratações temporárias projetadas pela Asserttem para a Páscoa, 60% estão distribuídas para a indústria e 40% ao comércio. No ano passado, foram projetadas para a Páscoa 54 mil contratações temporárias. “Mas acabamos sendo surpreendidos, porque, na checagem, foram 57 mil contratações”, disse Jismália. Para 2009, o aumento estimado é de 5,87%, na comparação com o ano passado.

Efetivação

A média de efetivações dos contratados temporariamente tem sido, ao longo da história, entre 34% e 35%. Entretanto, a perspectiva para 2009 é de que apenas 11,25% dos contratados sejam efetivados na Páscoa deste ano, por conta da crise mundial da economia. Para se ter uma ideia, em dezembro do ano passado, a Asserttem registrou um total de 115 mil vagas temporárias, das quais 28,25% foram efetivadas. “Nós tivemos aí uma diminuição de 10% em relação ao percentual dos últimos anos”.