Mulheres

Participação feminina no mercado de trabalho da RMSP é maior do que na França ou Alemanha

Taxa aumentou de 55,4% em 2011 para 56,1% no ano passado

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A taxa de participação feminina na RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) aumentou de 55,4% em 2011 para 56,1% no ano passado. Com este resultado, a taxa encontrada na região é mais elevada do que a verificada em países como Itália (38,4%), México (41,2%), França (51,5%), Espanha (52,8%) e Alemanha (53,2). Os dados, divulgados nesta quarta-feira (6), são da Fundação Seade e do Dieese.

De acordo com o levantamento, após oito anos de redução, a taxa de desemprego total feminina permaneceu estável em 12,5% no ano passado, em relação a 2011. No mesmo período, a masculina aumentou de 8,6% para 9,4%.

Os números revelam ainda que, em 2012, foram criados mais postos de trabalhos para as mulheres do que para os homens, com altas sobre 2011 de 1,8% e 0,6%, respectivamente. Por outro lado, quando o assunto é salário, elas ainda ganham menos do que eles, cerca de 77% da remuneração masculina.

Aprenda a investir na bolsa

Serviços
O setor de Serviços foi o grande responsável pela ampliação do nível de ocupação feminina no ano passado, respondendo por 69,8% das mulheres ocupadas em 2012. Vale destacar também o crescimento de mulheres no setor de Construção, alta de 6,8% no último ano, ainda que a presença delas no segmento seja de apenas 0,8%.

No caso dos homens, o levantamento ressalta o aumento da participação deles nos serviços domésticos, acréscimo de 17,1% em 2012. Embora, a presença deles no setor ainda seja de somente 0,6%.