Para ministro do Trabalho, PIB cresce pelo menos 5% em 2006 e emprego avança

Desempenho esperado para este ano, segundo Marinho, deve abrir vagas tanto para jovens, quanto para os mais experientes

SÃO PAULO – O PIB (Produto Interno Bruto) deve crescer, no mínimo, 5% em 2006 e as vagas no mercado de trabalho devem avançar ao longo deste ano e dos próximos. A estimativa foi feita pelo ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, durante evento realizado na região do Embu das Artes (Grande São Paulo), na última sexta-feira (17).

Emprego x crescimento da economia

Se a economia não obedecer a essa expectativa, entretanto, Marinho fala sobre o risco de as empresas substituírem a mão-de-obra de profissionais mais velhos por mais jovens, a fim de reduzir os salários.

O ministro destaca, contudo, que essa hipótese é remota e a tendência hoje é justamente o inverso: de que as oportunidades para a juventude e para quem tem acima de 40 anos só aumentam.

PUBLICIDADE

Experiência e futuro

Ele garante que o mercado de trabalho vem se interessando por profissionais mais experientes.

Mesmo assim, Marinho alerta para a necessidade de que o Brasil tenha pessoal qualificado para o futuro, daí a força dos jovens. Essas informações são da Agência Brasil.