Para garantir renda, executivos pensam em abrir próprio negócio

Tanto os profissionais mais jovens (37%) como os mais experientes (39%) optam por essa alternativa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Por conta do mercado competitivo – e como forma de garantir uma renda no futuro não muito certo – executivos brasileiros pensam em abrir um próprio negócio. Pelo menos é isso o que mostra pesquisa realizada pela DM Recursos Humanos, que ouviu 2.944 profissionais, dos quais 1.581 tinham até 39 anos, e 1.363, de 40 a 50 anos.

De acordo com o levantamento, tanto os profissionais mais jovens (37%) como os mais experientes (39%) optam por essa alternativa.

Oportunidade de ascensão

“Não haverá oportunidade para todos continuarem a ascender nas companhias como executivos, pois as organizações continuam a se tornar cada vez mais enxutas e com estruturas organizacionais horizontalizadas”, afirmou, por meio de nota, a gerente da divisão de Executivos da DMRH e responsável pelo desenvolvimento da pesquisa, Sonia Gonzalez.

Aprenda a investir na bolsa

A segunda oportunidade mais escolhida, com 25% e 29% da preferência, respectivamente, entre mais jovens e mais velhos, foi estudar um tema específico ou se envolver com algum outro assunto não relacionado com o foco de sua atual atividade profissional.

Menos responsabilidade e hobbies

Por fim, o documento mostrou que cerca de 20% entre os mais jovens escolheram ter um hobby no futuro ou de se dedicar mais a uma atividade, enquanto a possibilidade foi defendida por 15% dos mais experientes. Outros 19% dentre os mais jovens planejam viagens para o período de aposentadoria.

“No entanto, em um ponto os participantes, independente de suas faixas-etárias, concordam: querem trabalhar menos, como por exemplo, meio período em uma atividade ou um trabalho com menos responsabilidades”, concluiu o documento de divulgação.