Para eleitor, Dilma cuidará melhor do consumo; Serra empata na saúde

Pesquisa Ibope aponta que petista é vista pelo eleitor como a que vai dar atenção aos pobres, enquanto tucano irá melhorar hospitais

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Enquanto a candidata Dilma Rousseff (PT) é vista como a melhor para “dar atenção à população mais pobre” e “manter o crescimento do poder de compra da população”, José Serra (PSDB) é visto como o mais preparado para “melhorar a qualidade da saúde e dos hospitais do País”.

De acordo com a pesquisa feita pelo Ibope, divulgada na quinta-feira (21), quando questionados sobre qual seria o candidato melhor para os pobres, 55% dos eleitores acreditam que seria Dilma, enquanto 32% responderam que seria o Serra.

A diferença diminui conforme aumenta a renda do eleitor. Entre aqueles que recebem mais de cinco salários mínimos, o percentual dos que apontaram Dilma cai para 47% e para os que citaram o Serra sobe para 40%. Por outro lado, entre os eleitores com renda familiar de até um salário mínimo, 61% indicaram Dilma como a candidata que seria melhor preparada para dar atenção aos pobres, enquanto 27% acreditam em Serra.

Aprenda a investir na bolsa

Dilma também lidera as respostas em relação a qual candidato seria o melhor para “manter a economia forte e o crescimento do poder de compra da população”. Ela obteve 51% das respostas, contra 36% de Serra. Entre os eleitores de maior renda mensal, Serra supera, com 48% das indicações, contra 40% para Dilma. Porém, entre os mais pobres, Serra obteve 29% das respostas, contra 59% de Dilma.

Saúde
Quando questionados sobre quem seria o melhor candidato para “melhorar a qualidade da saúde e dos hospitais públicos do País”, houve empate entre os dois candidatos, em 44% dos 3.010 eleitores entrevistados.

Porém, entre os eleitores com renda familiar mensal acima de cinco salários mínimos, o percentual dos que apostam em José Serra sobe para 59%, contra 30% de Dilma. Entre os mais pobres, 37% indicam o tucano, contra 53% da petista.

A pesquisa de intenção de voto mostrou que a candidata petista lidera o segundo turno das eleições, com 50%, contra 40% do candidato tucano.