Sono

Para aumentar produtividade, Seul institui “direito a soneca após almoço”

A medida, que afeta apenas os funcionários públicos da entidade metropolitana, é válida para quem trabalha das 9 da manhã até as 6 da tarde

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A sesta, tão popular entre os latinos, acaba de ganhar um novo adepto: os habitantes que em Seul, capital da Coreia do Sul. O governo da cidade instituiu o “direito a soneca após almoço” – com o intuito de aumentar a produtividade. 

A medida, que afeta apenas os funcionários públicos da entidade metropolitana, é válida para quem trabalha das 9 da manhã até as 6 da tarde – que podem optar se querem chegar uma hora mais cedo ou sair uma hora mais tarde para trabalhar. Com isso, eles podem tirar não apenas uma hora de almoço, como de costume, mas duas. 

Para alguns, essa medida é muito positiva para a sua missão. “Essas tarefas repetitivas fazem com quem o trabalho atue como fator estressante e podendo ser acompanhado de doenças psicossomáticas. Esses fatores podem causar a diminuição da produtividade do trabalhador e, inegavelmente, trazer impactos nos lucros das empresas”, observa Mauro Dibe, do escritório Camara Dibe Almeida.

PUBLICIDADE

Por aqui, a CLT já permite que isso seja feito – dado que o horário de repouso e alimentação não tem horário estabelecido e pode durar de uma até duas horas. No Brasil, a produtividade é um dos temas centrais nas discussões econômicas: para o País voltar a crescer, com pleno emprego, é extremamente necessário elevar esse indicador.