Pesquisa

Pais gostariam que filhos fossem empreendedores ou médicos

Para 46% dos pais, o fator decisivo para a escolha da carreira é que os filhos sejam felizes

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn revelou que se os pais gostariam que os filhos trabalhassem como empreendedores ou médicos. A resposta foi apontada por 35% dos entrevistados. Em seguida aparecem as profissões de financeiro (23%) e desenvolvedor (19%).

Para 46% dos pais, o fator decisivo para a escolha da carreira é que os filhos sejam felizes, indicado por 46%. Outros 42% afirmaram que é a oportunidade de desenvolvimento. Já para os filhos, o mais importante é receber um salário suficiente para uma vida confortável (39%), enquanto para 36% é a satisfação.

Pais no trabalho
Nesta quinta-feira (7), o LinkedIn convoca empresas de 14 países a abrir as portas aos pais dos funcionários. A data foi batizada como “Dia de levar os pais ao trabalho” (Bring In Your Parents Day, em inglês) e visa a preencher o abismo entre as gerações quando o assunto é trabalho.

PUBLICIDADE

Um estudo recente apontou que um terço dos pais não entendem o que os filhos fazem. No Brasil, atuário (72%), designer de interface de usuário (68%) e subeditor (65%), estão no topo das carreiras que os pais menos compreendem.