Já cometeu algum?

Os piores erros que você pode cometer ao procurar um novo emprego

Especialista em outplacement lista as falhas mais cometidas por profissionais após uma demissão

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um dos maiores desafios após uma demissão é se recolocar no mercado. Seja por ter ficado muito tempo em uma mesma empresa, pelo fator emocional ou pelo fator da idade, procurar um novo emprego requer um equilíbrio emocional e uma preparação prévia. Pensando nisso, o InfoMoney conversou com José Augusto Minarelli, presidente da Lens & Minarelli, empresa especializada no serviço de outplacement, para entender quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando em busca de uma recolocação profissional. Confira:

1- Estrear como candidato a uma nova atividade sem estar preparado

Segundo Minarelli, um dos maiores erros ao procurar um novo emprego é ir para o mercado sem estar totalmente preparado. “Quando somos demitidos, queremos resolver logo o problema do reemprego, então nos expomos ao mercado sem estarmos preparados ou sem estarmos recompostos do susto da demissão”, conta Minarelli

PUBLICIDADE

2- Responder de forma inadequada a essas três perguntas

Responder de forma inadequada a três perguntas pode ser fundamental para a sua recolocação no mercado. São elas: “como você está?”, “o que aconteceu?” e “o que você vai fazer agora?”. 

O executivo explica que as pessoas costumam responder à primeira pergunta contando a história de como está (muito bem, mal, chateado etc), o que não incorreto. “A primeira pergunta é só para começar uma conversa. Quem fez a pergunta não está muito interessado em ouvir toda a história”, diz. 

A segunda resposta consiste na maioria das vezes em uma narração da história da empresa, do chefe, “até para racionalizar e dizer que não teve culpa”. Minarelli explica que não adianta perder tempo contando algo que já passou, pois consome tempo para responder à terceira e mais importante pergunta. Esta, segundo ele, só é útil se a pessoa estiver preparada, souber o que precisa, se já assumiu que é um candidato, está vendendo seu peixe e sabe utilizar o seu interlocutor como colaborador da execução de um projeto já elaborado.

“É uma pergunta ótima para quem já se preparou, que fez a lição de casa. A resposta correta é: agora estou trabalhando na busca de um novo emprego de gerente de recursos humanos em empresas industriais, tenho experiência de tantos anos…”, conta.

3- Ficar esperando

Ficar esperando por uma oportunidade, segundo Minarelli, também não é produtivo. “Em uma época como a que vivemos, ficar atrás do computador o dia inteiro esperando que saiam vagas para aplicar é um erro. É preciso usar todos os recursos como redes sociais, bancos de vagas etc, mas equilibrar com o bom e velho encontro de relacionamento é fundamental”, diz.