Saiba quais são

Os livros favoritos de Warren Buffett, Jeff Bezos, Bill Gates e outros CEOs influentes

Títulos são de diversos gêneros literários

SÃO PAULO – Ler é uma ótima forma de adquirir conhecimento, ter novas ideias e aprender conceitos que podem ajudar você a aprimorar a sua vida pessoal e profissional. São diversos os gêneros literários e títulos que podem variar de acordo com gostos pessoais ou objetivos.

Pensando nisso, o Business Insider listou alguns dos livros favoritos de CEOs influentes, como Jeff Bezos, Warren Buffett, Steve Jobs, entre outros, dos quais o InfoMoney selecionou sete. Confira:

Jeff Bezos: “Os Vestígios do Dia”, de Kazuo Ishiguro

PUBLICIDADE

O CEO da Amazon e um dos homens mais ricos do mundo parece aprender mais com ficção do que com histórias não-fictícias, e este romance sobre a vida de um mordomo na Inglaterra pós-guerra é um de seus favoritos.

Bill Gates: “O Apanhador no Campo de Centeio”, de J.D. Salinger

O CEO da Microsoft é fã de J.D. Salinger desde adolescente. A obra é sobre um garoto americano de 16 anos que conta, com suas próprias palavras, as experiências que vive durante os tempos de escola e o que se passa dentro de sua cabeça. “Eu só fui ler ‘O apanhador no campo de centeio’ aos meus 13 anos, e desde então eu digo que este é o meu livro favorito”, contou Gates à organização Academy Achievement.

Steve Jobs: “The Innovator’s Dilemma: The Revolutionary Book That Will Change the Way You Do Business” (O Dilema da Inovação: O Livro Revolucionário que Vai Mudar o Jeito que Você Faz Negócios, em tradução literal), de Clayton M. Christensen 

Este livro influenciou profundamente Steve Jobs, um dos empreendedores mais respeitados do mundo. O livro mostra por que muitas companhias perdem suas posições com o avanço das tecnologias. De acordo com o autor, seja na área de eletrônicos ou de vendas, uma companhia bem-sucedida com produtos conhecidos no mercado pode ficar para trás a não ser que os administradores saibam quando abandonar práticas tradicionais de se fazer negócio.

Richard Branson: “I Know Why the Caged Bird Sings” (Eu Sei por que os Pássaros em Gaiola Cantam, em tradução literal), de Maya Andelou

PUBLICIDADE

No site de sua companhia, Richard Branson possui uma extensa lista com livros que recomenda. São diversos os títulos e gêneros. Um deles é este, o primeiro de cinco volumes da autobiografia de Maya Andelou, que narra a vida a autora entre 1930 e 1970, com o objetivo de mostrar as dificuldades de ser uma mulher negra nos Estados Unidos.

Elon Musk: “Benjamin Franklin: An American Life” (Benjamin Franklin: Uma Vida Americana, em tradução literal), de Walter Isaacson

O cérebro por trás de SpaceX e Tesla Motors gosta de ler histórias de outros multitarefas bem-sucedidos, como Benjamin Franklin. Este livro narra a história do ex-presidente dos Estados Unidos enquanto escritor, inventor, cientista, diplomata, entre outros.

Mark Zuckerberg: “Portfolios of the Poor: How the World’s Poor Live on $2 a Day” (Portfólios dos Pobres: Como Os Mais Pobres do Mundo Vivem com US$ 2 por dia, em tradução literal) 

O CEO do Facebook destacou 23 livros em sua lista mais recente de “livros do ano”, dentre eles, “Portfolios of the Poor”, de Daryl Collins, Jonathan Morduch, Stuart Rutherford e Orlanda Ruthven. O livro explica, sistematicamente, como os mais pobres encontram soluções para encarar suas dificuldades financeiras diárias.

Tim Cook: “Competing Against Time: How Time-Based Competition is Reshaping Global Markets” (Competindo Contra o Tempo: Como a Competição Baseada no Tempo Está Remodelando os Mercados Globais, em tradução literal), de George Stalk Jr. e Thomas M. Hout

Este livro é um dos favoritos do CEO da Apple, que costuma distribuir cópias para seus colegas e novos funcionários. Escrita na década de 1990, a obra relata as estratégias de eficiência em processos produtivos e destaca que um bom rendimento no trabalho pode ajudar você a organizar o seu dia e avançar em sua carreira.