Ex-bilionários

Os brasileiros que deixaram a lista de bilionários em 2016, segundo a Forbes

Reavaliação de capital e queda no valor de mercado levaram cinco bilionários a perderem grandes fortuna no último ano

SÃO PAULO – A Forbes divulgou na última terça-feira (30) uma lista com os ex-bilionários brasileiros, ou seja, com aqueles que até 2015 estavam entre os mais ricos do país, mas que por diferentes motivos, que vão desde a reavaliação de capital até a queda no valor de mercado de suas empresas, já não pertencem mais ao grupo.

Segundo a revista, neste ano 165 ricaços alcançaram os nove dígitos, dentre eles, três retomaram suas fortunas, sete entraram para a lista, quatro faleceram e outros cinco deixaram o grupo.

Um dos empresários que deixou a lista em 2016 foi Antonio Queiroz Galvão, proprietário do Grupo Queiroz Galvão que teve sua fortuna enxugada devido à queda de cotação das ações de sua companhia. Outro fato que também tem afetado o patrimônio do grupo é o seu envolvimento com a Operação Lava Jato.

PUBLICIDADE

Bernardo Paz, dono da mineradora Itaminas, também perdeu seu lugar na lista. Em 2010 o empresário tentou vender a sua mina de minério de ferro ao grupo chinês ECE, mas o negócio não foi consumado e agravou o endividamento da empresa. Foi somente em 2015, porém, que a empresa admitiu ter uma dívida tributária de aproximadamente R$ 120 milhões com o governo de Minas Gerais.

Os empresários Luiz Carlos Batista e Ricardo Nunes foram outros que deixaram o grupo este ano. Donos da varejista mineira Ricardo Eletro, tiveram seu patrimônio afetado pela queda de valor de mercado.

Ainda de acordo com a revista, o último empresário a abandonar a lista de bilionários brasileiros foi Robson Gouvêa e sua família, que venderam, junto com o BTG Pactual, a rede Leader em abril deste ano, a qual possuía uma dívida de aproximadamente R$ 900 milhões. Além disso, no início do ano, a empresa foi alvo de um pedido de falência.