Brasil é o penúltimo

Os 10 países com os melhores benefícios econômicos para carreira internacional

Considerando o ranking econômico a Suíça é a primeira colocada

SÃO PAULO – O HSBC lançou um ranking com os países que oferecem as melhores oportunidades de carreira para expatriados em 2016. O profissional enviado por um determinado período para outro país em nome da empresa que trabalha tem uma ótima oportunidade de crescimento profissional em mãos, segundo o professor da FGV Direito Rio, Linneu Albuquerque Mello.

“Quando você vai trabalhar em outro país, a mudança de vida é drástica, então o salário e a qualidade de vida do profissional e de sua família são um peso a mais na hora de decidir”, explica Mello.

Considerando o ranking econômico que avalia critérios como progressão na carreira, equilíbrio entre a vida profissional e familiar, benefícios de emprego, salários, perspectivas de ganho, confiança na economia local, estabilidade política, facilidade de começar um negócio e nível de renda disponível, a Suíça é o primeiro país do ranking. 

PUBLICIDADE

Funcionários expatriados de empresas na Suíça, por exemplo, chegam a ganhar US$ 188.275 mil por ano, cerca de R$ 602 mil por ano, segundo informações da Bloomberg.

O ranking foi formado após entrevistas com profissionais expatriados. “A combinação de altos salários e excelente cultura de trabalho colocou a Suíça no topo da lista de carreiras”, contou ao site Dean Blackburn, profissional do HSBC responsável por coordenar o estudo.

Não são apenas grandes cheques de pagamento que fazem a Suíça, que também abriga a sede europeia das Nações Unidas em Genebra, o melhor destino para uma carreira no exterior. Dos entrevistados pelo HSBC, 69% disseram que seu equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal melhorou na Suíça e 61% disseram que a cultura de trabalho era melhor do que o país de origem.

Confira o ranking com os 10 melhores países para expatriados sob o aspecto econômico:

1. Suíça

2. Singapura

3. Alemanha

4. Noruega

5. Estados Árabes Unidos

6. Suécia

7. Áustria

8. Catar

9. Holanda

10. Canadá