pesquisa

Os 10 líderes brasileiros mais admirados pelos jovens

De acordo com os 52 mil jovens com idades entre 17 e 26 anos consultados, um bom líder precisa ter, principalmente, iniciativa e inspirar e motivar pessoas

Jorge Paulo Lemann
Jorge Paulo Lemann

SÃO PAULO – A maioria dos jovens brasileiros consultados na 13ª Edição da pesquisa “Empresa dos Sonhos dos Jovens” de 2014 afirmou ter algum líder que admira. O número teve um salto de 46% para 54% em relação à pesquisa de 2013.

De acordo com os 52 mil jovens com idades entre 17 e 26 anos consultados, um bom líder precisa ter iniciativa (94%), inspirar e motivar pessoas (89%), ter conhecimento sobre a área em que atua (84%), trabalhar em equipe (84%) e coerência entre fala e ação (83%). E, claro, eles não poderiam deixar de citar uma habilidade que vem ganhando relevância há alguns anos nesse estudo: desenvolver pessoas (78%).

“Se eles tivessem que assumir um cargo de liderança hoje, reconhecem que ainda não estariam prontos. Precisam desenvolver competências voltadas para a visão estratégica, conhecimento técnico do negócio e gestão de pessoas” diz a presidente da Cia de Talentos, Maíra Habimorad. Entre as características necessárias para liderar, os jovens do País acreditam já possuir habilidades para inspirar e motivar pessoas (60%), construir relacionamentos (56%), e praticar o autodesenvolvimento (46%).

PUBLICIDADE

Em relação a 2013, três nomes saíram da lista dos líderes mais admirados: Eike Batista, Dilma Rousseff e Lula. Neste ano, Jorge Paulo Lemann estreou na lista já na primeira posição. No ranking ainda aparecem Joaquim Barbosa, Roberto Justus, Flávio Augusto da Silva, entre outros. Confira abaixo os líderes mais admirados e as maiores qualidades de cada um, segundo os jovens brasileiros:

1. Jorge Paulo Lemann
Segundo os jovens, o sócio-fundador da 3G Capital e o mais rico do Brasil, é admirado pelo empreendedorismo e capacidade inovadora (36%), visão sistêmica, isso é, clareza do que se quer e de como conseguir (22%), e por suas características pessoais, como determinação, disciplina, humildade (17%).

2. Joaquim Barbosa
O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, foi apontado como o segundo líder mais admirado por seus valores (57%), características pessoais (17%) e habilidade em superar barreiras ou vencer preconceitos (14%).

3. Roberto Justus
Justus é o terceiro mais admirado por sua capacidade de inovar e empreender (36%), visão sistêmica (33%) e por sua determinação e disciplina, entre outras caracterísiticas de um líder (16%).

4. Flávio Augusto da Silva
O fundador da escola de inglês Wise Up, também estreante na lista, foi indicado por sua capacidade de inovar e empreender (31%), habilidade de transformar seus sonhos em realidade (18%) e por suas características pessoas, como determinação e disciplina, (15%).

5. Silvio Santos
Dono do grupo Silvio Santos é admirado pelos jovens por seu empreendedorismo (32%), determinação e disciplina (26%) e pelo amor ao que faz (12%).

PUBLICIDADE

6. Graça Foster
A presidente da Petrobras foi reconhecida pelos jovens por sua habilidade em superar barreiras e vencer preconceitos (25,5%), características pessoais (19%) e por sua visão sistêmica, clareza do que quer (16%).

7. Bel Pesce
A fundadora da FazINOVA é a sétima líder mais admirada por sua história empreendedora e capacidade de inovar (39%), habilidade de transformar seus sonhos em realidade (20%) e por suas características pessoas, como determinação (18%).

8. Bernardinho
O técnico da seleção masculina de vôlei é admirado por demonstrar determinação, disciplina, humildade e outras características pessoais (40%), paixão pelo que faz (19%) e por sua visão sistêmica (18%).

9. Vicente Falconi
O fundador da consultoria Falconi estreou neste ano entre os 10 líderes mais admirados pelos jovens brasileiros. Para os que o elegeram, ele merece o 9º lugar da lista por causa de sua visão sistêmica (motivo apontado por 35% deles), o empreendedorismo e a capacidade de inovar (24%) e o amor pelo que faz (10%).

10. Abílio Diniz
O presidente do conselho da BRF foi lembrado por sua capacidade de inovar e empreender (38%), clareza em seus objetivos e como alcançá-los (23%) e por características típicas de líder, como disciplina e humildade (17%).