Oportunidade: shoppings e call centers abrem vagas temporárias no Natal

Empresas se preparam para atender à demanda do Natal; vendas devem aumentar 9% neste ano, diz Fecomercio

SÃO PAULO – Cerca de 130 mil vagas para trabalho temporário serão abertas em todo o Brasil nas lojas de shopping centers, neste final de ano, com o intuito de atender o aumento da demanda típico da época que antecede o Natal, considerada a principal data comemorativa para o comércio.

Entre as vagas que devem ser abertas, estão as de estoquistas, balconistas, caixas, auxiliares de gerência e vendas, papais-noéis, vendedores, empacotadores e seguranças. Geralmente, as empresas exigem Ensino Fundamental ou Médio completo. É importante ter boa apresentação, simpatia, facilidade de comunicação e gostar de lidar com o público.

A estimativa de contratações é da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping). O número representa um aumento de 30% na comparação com o ano anterior. O levantamento foi realizado com lojistas associados à entidade.

Melhora da economia ajuda temporários

PUBLICIDADE

O motivo para o resultado é, além do otimismo entre lojistas, motivado em parte pelas melhores condições de acesso ao crédito, que havia se deteriorado com a ocorrência da crise econômica, a inauguração, no decorrer deste ano, de novos shoppings no País, que devem somar 26 empreendimentos até o final do ano.

As vendas do Natal devem aumentar 9% neste ano, na comparação com 2008, de acordo com estimativas da Fecomercio (Federação do Comércio do Estado de São Paulo). Para dar conta dessa demanda no estado, o varejo e as empresas de atendimento ao cliente vão precisar contratar mais funcionários, para garantir a satisfação dos consumidores, do fechamento da compra à entrega do produto.

Além disso, ao menos outros 29 shoppings passaram por expansões e cresceram, em média, 30%, em termos de área e número de lojas.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem seguir a orientação das lojas para levar o currículo pessoalmente, enviá-lo por e-mail ou fazer o cadastramento na página da empresa na internet. Alguns shoppings mantêm murais e sites com vagas de emprego.

Teleatendimento também amplia quadro

As empresas de teleatendimento também devem contratar neste final de ano. Devem ser abertas aproximadamente 30 mil vagas. “Essa é uma excelente oportunidade para quem está fora do mercado de trabalho, com enormes chances de ser efetivado depois”, afirma o presidente da ABT (Associação Brasileira de Telesserviços), Jarbas Nogueira. “O setor está em pleno desenvolvimento, não para de contratar”.

O setor emprega atualmente mais de 900 mil pessoas e tem crescido 10% ao ano em geração de empregos e também em faturamento. O setor é constituído basicamente de jovens: 45% dos trabalhadores têm até 24 anos. “Mas há espaço também, por exemplo, para aposentados ou mulheres que deixaram de trabalhar por um longo período para se dedicar à família e agora desejam voltar”, diz Nogueira.