Operação-padrão dos servidores do BC atrasará notas da instituição e Focus

Servidores reivindicam reestruturação da carreira, bônus de produtividade e exigência de nível superior para técnico

Estadão Conteúdo

Edifício-sede do BC, em Brasília. Autonomia financeira mudaria radicalmente a estrutura da autarquia (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Publicidade

Devido à operação-padrão dos servidores do órgão, o Banco Central (BC) terá pelo quarto mês consecutivo um atraso na publicação das notas econômico-financeiras mensais. Os dados referentes a dezembro e ao encerramento de 2023, que deveriam ser divulgados nesta e na próxima semana, serão publicados apenas na segunda semana de fevereiro.

A nota com estatísticas do setor externo será publicada no dia 5 de fevereiro. Já a nota com os dados de crédito do mês passado passou para o próximo dia 6. E a de estatísticas fiscais do setor público consolidado mudou para o dia 7 de fevereiro.

As divulgações ocorrerão no horário tradicional, com a publicação dos dados às 8h30 e entrevista coletiva às 10h30.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Focus em atraso

Pela primeira vez desde o começo da mobilização dos servidores, a divulgação do Relatório de Mercado Focus também ocorrerá com atraso na próxima semana.

O documento, que sempre é divulgado nas manhãs de segunda-feira, será publicado apenas na terça-feira, o horário normal de 8h30.

Mobilização e discussões

Em dezembro, os servidores do BC aprovaram o “estado de greve geral” e realizaram uma paralisação de 24h no dia 11 de janeiro. Segundo o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), o movimento teve adesão de mais de 70% da categoria.

Continua depois da publicidade

Embora o governo tenha autorizado a realização do primeiro concurso para o BC desde 2013, com 100 vagas, os servidores desejam uma reestruturação da carreira. Além do bônus produtividade, os funcionários da autoridade monetária pedem:

De acordo com o Sinal, o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) sinalizou que uma nova proposta do governo será apresentada na terceira rodada da Mesa Específica de Negociação com a categoria, marcada para 8 de fevereiro.