Onda de IPOs, TV digital e VoIP muda mercado para profissionais de tecnologia

Poucos são os profissionais que precisam se atualizar de forma tão intensa quanto os que atuam com tecnologia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – É verdade que o mercado muda constantemente, mas poucos são os profissionais que precisam se atualizar de forma tão intensa quanto os que atuam com tecnologia. Acompanhar as demandas do mercado e o advento de ferramentas cada vez mais modernas exige fôlego e atenção.

O professor de redes e VoIP da Fiap (Faculdade de Informática e Administração Paulista), Almir Meira Alves, avisa que, para quem é focado na parte de sistemas, o mercado pede muito conhecimento das boas práticas de gestão da informação. Para tal, é necessário obter o certificado emitido pelo PMI (Project Management Institute).

Por sua vez, para conseguir o certificado, é necessário fazer um curso preparatório ou até mesmo um curso de pós-graduação com foco no certificado e, depois, prestar uma prova. “O certificado é necessário porque as melhores práticas usadas ao redor do mundo usam os parâmetros do PMI”, explica.

TV digital e VoIP

Aprenda a investir na bolsa

O professor da Fiap diz que todo um mercado será aberto, por conta da TV digital. “Esse mercado hoje é crescente, mas, depois, quando todas as casas tiverem TV digital, ele será único. Ou seja, quem trabalha com televisão analógica terá que se adaptar”, analisa.

O Ginga, software que irá gerenciar as funções de interatividade na televisão digital do Brasil, foi desenvolvido na plataforma Java. Isso significa que sairá na frente quem dominar essa linguagem de programação, de acordo com Alves.

Outra tecnologia que está abrindo mercados é o VoIP (Voz sobre IP). “As conexões estão cada vez mais rápidas e confiáveis. Inúmeras oportunidades virão à tona com a comunicação via internet, principalmente graças às empresas, que procuram baratear os custos com telefonia.”

Mais tendências

A Web 2.0 criou todo um mercado pronto para ser desbravado. As redes sociais criadas por empresas, dentro de seus portais, para facilitar a comunicação entre os funcionários, estão em alta. Elas permitem que qualquer um publique conteúdos, independentemente da localização, e tornam possível que uma equipe formada por pessoas de várias nacionalidades levem um projeto adiante, sem nunca terem se conhecido pessoalmente.

Aliás, as grandes empresas estão cada vez mais dependendo de seus profissionais de tecnologia da informação. Isso porque as companhias com capital aberto precisam que informações confiáveis, precisas e detalhadas estejam disponíveis sempre.

Elas são obrigadas a seguir diretrizes de transparência, como aquelas estabelecidas pela lei Sarbanes-Oxley (SOX), o que torna o gerente de TI um protagonista do desempenho da empresa no mercado, na avaliação do professor da FIAP.

Preocupações do empresário

PUBLICIDADE

O que também preocupa as empresas é a segurança da informação, por isso é recomendável procurar cursos que ensinam as melhores práticas de segurança física e lógica de dados.

Alves aposta em mais uma área, a da logística. “Trata-se de uma área crítica no Brasil, uma vez que não há infra-estrutura para as empresas exportarem e é preciso modernizar portos e aeroportos”, opina. “O transporte de cargas, o controle de portos, a ferramente utilizada para localizar cargas… Praticamente tudo depende de sistemas. É aí que entra o profissional de tecnologia da informação.”

Por fim, ele recomenda um curso de marketing, que confere um diferencial a esse profissional que atua com tecnologia. “Esses profissionais têm o conhecimento técnico, mas não entendem de vendas. Com conhecimento de marketing, certamente, irá entender como fazer com que o produto que ajuda a desenvolver pode chegar ao consumidor final. Compreendendo as necessidades das pessoas, criará produtos e soluções mais simples e atraentes”, garante.

Para os próximos dois anos, diz ele, essas serão as principais tendências do mercado, mas não é possível traçar um panorama para uma década, uma vez que as tecnologias avançam muito rapidamente. “Essas são áreas que estão se fortalecendo, não constituem modismos.”