O treinamento da sua empresa condiz com o que você precisa?

Tem conhecimento e a empresa quer ensinar processos? Precisa de teoria e ela só apresenta valores? Saiba o que fazer!

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Treinar os funcionários é algo tático e estratégico para as empresas, que passam a contar com colaboradores mais preparados.

Antes de começarem a rotina do trabalho ou no próprio dia-a-dia, elas disponibilizam algumas pessoas para ensinarem as atividades básicas ou para aprimoramento das tarefas dos funcionários recém-contratados.

Para o profissional, a prática deve ser aproveitada ao máximo, ou então muitos erros surgirão. Mas será que o treinamento ao qual você está sendo submetido é o que precisa?

Profissionais já qualificados

PUBLICIDADE

Para quem está no segmento há tempos e sabe passo a passo como realizar suas funções diárias, seria preciso alguém para ensinar, por exemplo, como lidar com o cliente? Como fazer funcionar a máquina que maneja há anos?

É claro que dar muito foco a isso seria perda de tempo. Neste caso, o treinamento não deve ser com foco nos negócios, mas no funcionamento da empresa em si. Quem são os clientes? Qual a política, valores e missão da empresa? Com quem devo falar caso tenha problemas?

O negócio deve ser explicado, mas não priorizado. Caso você esteja nesta situação, e sente que quem lhe ensina sabe menos que você, nada de arrogância. Basta dizer que os processos já foram entendidos, mas que você quer saber um pouco mais da companhia.

O bom desempenho durante o treinamento é bom para sua imagem dentro da empresa. Este é seu primeiro contato com ela, e por isso é essencial garantir uma boa impressão.

Foco no processo

Para quem nunca trabalhou na área, é preciso que cada processo seja ensinado. A prática, neste caso, deve ser valorizada, principalmente para quem acabou de sair dos bancos universitários, cheio de novas idéias.

Se este é seu caso, mas sente que o treinamento que teve envolveu mais questões da empresa, vale fazer uma reivindicação. Afinal, você deve se sentir seguro para começar a trabalhar e evitar o máximo de erro possível. Fale com a pessoa que o está treinando e peça que repita sempre que não entender.

O treinamento também é errado para este tipo de pessoa caso mostre situações mais complexas. Quando seu conhecimento for insuficiente para realizá-lo, fale com quem o está ensinando. Peça para que vá com mais calma ou que aponte soluções para que consiga acompanhar, como indicação de leitura ou cursos.