O que os executivos definem como sustentabilidade?

Para eles, conceito está ligado a ações sociais e preservação do meio ambiente; medida nesta área deve ser feita com estratégia

SÃO PAULO – Nada mais do que produzir sem prejudicar o abastecimento das gerações futuras, a sustentabilidade é um assunto de grande discussão no ambiente empresarial. Por este motivo, os executivos que querem garantir o sucesso devem ter em mente este conceito, mas também colocá-lo em prática.

De acordo com a pesquisa “Sustentabilidade: hoje ou amanhã?”, divulgada na terça-feira (04) durante o “II Fórum Ibope: negócios sustentáveis”, 79% dos executivos conhecem o conceito.

Meio ambiente e ações sociais

Mas os dados mostram que a sustentabilidade, para 59% dos 500 executivos brasileiros entrevistados, está ligada ao fato de ter responsabilidade social. Além disso, 58% acreditam que o conceito está relacionada à preservação do meio ambiente. Outros 45% associam a questão à boa gestão.

PUBLICIDADE

Eles também acreditam que a sustentabilidade está presente em uma empresa quando se gerencia bem os recursos humanos (42%), investe-se em pesquisa e desenvolvimento (35%), promove-se a ética (25%) e o respeito aos clientes (13%).

Segundo o estudo, 46% afirmam que suas empresas têm políticas de sustentabilidade e 37% têm até um departamento dedicado a práticas de ações nesta área.

Estratégia

A pesquisa ainda mostra que a maioria das empresas ainda tem um caminho grande a percorrer. De acordo com os dados, apenas 33% delas dizem que a sustentabilidade é algo estratégico, enquanto 23% fazem informalmente.

“Quando é feito com base no altruísmo e de estratégias de marketing, a sustentabilidade é caridade ou filantropia desorganizada, mas ela pode se transformar em investimento planejado, quando tem foco em resultados, mobiliza recursos, tem perenidade e preserva o meio ambiente”, disse o responsável pela pesquisa e CEO do Ibope, Nelson Marangoni.

E é isto que os executivos devem notar ao planejar ações sustentáveis, já que 46% dos consumidores acreditam que estas medidas são apenas jogada de marketing.