O que fazer quando a vida amorosa invade o ambiente de trabalho?

Romances entre patrões e empregados existem e podem dar certo, com vida profissional e pessoal na medida certa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pode parecer novela, mas romances entre patrões e empregados podem sim dar certo. Entretanto, o casal precisa estar pronto para enfrentar muitas barreiras e manter a credibilidade perante a equipe.

Início de relacionamento é sempre a mesma coisa: a paixão no auge! Mas juras de amor, diminutivos, cumprimentos mais calorosos e outros carinhos devem ser deixados para os momentos de lazer. A capacidade de concentração é muito relevada pelas empresas e isto pode comprometer qualquer um.

Atenção à postura

Usar programas de trocas instantâneas de mensagens pelo computador e abusar dos e-mails para comentar os programas que são feitos fora da empresa também estão fora de cogitação.

Aprenda a investir na bolsa

Pense que, durante o seu almoço, o seu chefe pode precisar acessar sua caixa postal em busca de algum e-mail de cliente e, sem querer, depara-se com as mensagens melosas. É inevitável pensar que, no lugar de trabalhar, seus funcionários estão mais preocupados com a vida pessoal.

Fora do trabalho

Mas, e fora do escritório? Digamos que, aos arredores do local de trabalho, o seu profissionalismo ainda deve estar em prática e em evidência!

Imagine um flagrante no estacionamento, escada do prédio ou na lanchonete da esquina? Certamente, por mais inocente que possa ser a cena, estamos tratando da sua credibilidade como profissional.

Sem privilégios

O clima, conseqüentemente, pode acabar contaminando toda a equipe. Exagero? Nem um pouco. Almoços mais longos, a ida ao café com mais freqüência do que de costume para “encontros casuais”, excesso de regalias (permitindo que a namorada (o) chegue mais tarde ou saia mais cedo)…tudo isto pode inspirar privilégios. O impacto na equipe, como é de se esperar, pode ser de grande insatisfação.

Qualquer relacionamento, de qualquer tipo, é baseado na confiança. Portanto, se realmente o romance estiver indo de vento em popa, por que não anunciá-lo a todos na equipe e sócios? Há uma grande diferença entre fazer desta atitude um marco para ações totalmente liberais (todas que devem ser evitadas ao máximo) e apenas tornar tudo mais transparente e evitar os comentários nos corredores.

Conquistando respeito

Por outro lado, não se sinta pressionado (a), de forma alguma, por manter relações com um subordinado. Basta manter a sua postura de diretor, gerente, líder, o que for, bem distinta de seus sentimentos pessoais.

PUBLICIDADE

Outra dica: não passe informações confidenciais à pessoa. Fora de um ambiente de trabalho mais tenso é comum que as pessoas acabem falando mais do que devem, de maneira totalmente informal. Cuidado! As confidencialidades do seu negócio só dizem respeito aos seus sócios.

O mesmo deve ser dito em relação ao plano de carreira dentro da empresa. Promoções ou mudanças de cargo devem existir apenas por mérito e nada mais. Se a opção for promover a namorada ou namorado, o ideal é fazer sem qualquer constrangimento. Afinal, se foi feito por merecer, ninguém poderá (ou deverá) achar ruim.

Especulações merecem atenção redobrada

As especulações costumam ser muito freqüentes também, de forma que no ambiente de trabalho é necessário evitar, ao máximo, comentar sobre as intimidades do companheiro.

Ninguém é obrigado a estar todos os dias de bom humor, mas quando é sabido por todos que há um relacionamento entre membros da empresa, os cuidados devem ser redobrados. Estamos falando de sua credibilidade perante os demais funcionários. Assim como no mundo do marketing, também na sua equipe a imagem pode ser tudo!