Carreira

O LinkedIn pode prejudicar sua carreira – mas tem como se prevenir; saiba como

Embora a rede possua diversos sistemas de detecção de spam e fraudes, ainda é possível ser o alvo de algumas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O LinkedIn se tornou uma das ferramentas corporativas mais úteis, principalmente para a construção de um currículo, referências e, o mais importante, criar uma rede de conexões que podem ser úteis no futuro.

Mas, como qualquer outra rede social, ele possui seu lado negativo. Como conta o Inc., é um bom local para agir de acordo com as regras corporativas e construir conexões com as pessoas certas. Embora a rede possua diversos sistemas de detecção de spam e fraudes, ainda é possível ser o alvo de algumas.

Pensando nisso, confira como eliminar as chances de se prejudicar na rede social:

PUBLICIDADE

1. Sempre procure nomes de marcas
Empreendedores devem ficar atentos às novas ferramentas do LinkedIn, como o navegador de vendas que posteriormente vai permitir que pessoas “spam” procurem você na rede. Neste caso, o indicado é aceitar somente convites de pessoas que representem empresas ou marcas que você gostaria de representar ou ser parceiro. Seja seletivo com suas conexões.

2. Sempre confirme
Você receberá diversos convites de pessoas que não conhece. Pode ser útil conversar com alguém de sua equipe para confirmar se conhecem o usuário que te convidar e, caso a resposta seja negativa, o melhor é ignorar o convite.

3. Fique atento ao impostor
O LinkedIn também se tornou local para pessoas que se dizem influências, mas, na verdade, pretendem “falsificar” seu perfil – ou seja, ir atrás de suas conexões para prejudicar você de alguma maneira. Se alguma pessoa que te adicionar for muito boa para ser verdade, as chances de ser um impostor são grandes.

4. Edite suas conexões
Faça uma revisão de tempos em tempos. Por exemplo, conexões antigas que não tenham mais importância ou de experiências profissionais ruins. Não hesite em deleta-las.