Número de vagas temporárias deve aumentar 25% em julho

No período, 15 mil oportunidades devem ser abertas. Em 2009, o número de oportunidades verificadas foi de 12 mil

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O mercado de trabalho deve criar 25% mais vagas temporárias em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em função das férias escolares, os segmentos de lazer e entretenimento, e indústria e o comércio em todo o País deverão aumentar o quadro de funcionários.

No período, 15 mil vagas temporárias serão abertas, estima a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário). Em 2009, o número de oportunidades verificado foi menor, de 12 mil.

“Serão aproximadamente 10,5 mil vagas em todo o País no setor de serviços, contra 4,5 mil na indústria e no comércio”, afirma o presidente da Asserttem, Vander Morales. Para ele, os hotéis, bares, parques, entre outras áreas do mesmo nicho, puxarão a demanda por contratações nas férias.

Aprenda a investir na bolsa

Valores
Conforme revela a pesquisa, trabalhar como temporário no mês de julho pode significar a oportunidade de primeiro emprego para cerca de 3,4 mil pessoas. Em relação à efetivação, a previsão é de que 2,4 mil brasileiros conquistem um emprego permanente após o término do contrato temporário.

Em comparação com julho de 2009, o valor da remuneração promete ser maior neste ano, afirma Morales. “No segmento de lazer e entretenimento, a faixa salarial prevista está entre R$ 40 e R$ 130 por dia trabalhado. Na indústria e no comércio, de R$ 550 a R$ 1.100 mensais”.

Confira abaixo a tabela com comparativo anual de contratações e remuneração das vagas de emprego temporárias:

Férias de Julho
Comparativo 2010* 2009
Contratações de temporários15.00012.000
Remuneração:
Lazer e Entretenimento 
R$ 40 a R$ 130
(dia trabalhado)
R$ 35 a R$ 110
(dia trabalhado)
Remuneração:
Indústria e Comércio 
R$ 580 a R$ 1.200R$ 550 a R$ 1.100
Distribuição por Sexo:
Lazer e Entretenimento 
Masculino: 60%
Feminino: 40% 
Masculino: 65%
Feminino: 35% 
Distribuição por Sexo:
Indústria e Comércio 
Masculino: 40%
Feminino: 60% 
Masculino: 45%
Feminino: 55% 
Distribuição por Idade:
Lazer e Entretenimento 
De 18 a 39: 58%
De 40 a 59: 29%
  Acima de 59: 13% 
De 18 a 39: 65%
De 40 a 59: 25%
 Acima de 59: 10%
Distribuição por Idade:
Indústria e Comércio 
De 18 a 39: 70%
De 40 a 59: 23%
Acima de 59: 7% 
De 18 a 39: 75%
De 40 a 59: 20%
 Acima de 59: 5% 
Efetivação:
Lazer e Entretenimento  
15%13%
Efetivação:
Indústria e Comércio 
18%15%

 

Características
A despeito das vagas, lazer e entretenimento oferecem oportunidades apenas para os profissionais que já possuem ou estão no último ano do Ensino Superior, com exceção de parques, que buscam trabalhadores com no mínimo o segundo grau completo.

Cursos como Psicologia, Educação Física, Hotelaria entre outros fazem parte do leque de cursos requeridos pelos contratantes. Outras características necessárias para trabalhar neste segmento, de acordo com a Asserttem, são capacidade de trabalhar em grupo, liderança, simpatia e responsabilidade.

PUBLICIDADE

No caso da Indústria e Comércio, torna-se necessário o segundo grau completo para a área de produtos para lazer. Marketing promocional e eventos buscam profissionais comunicativos e de simpatia apurada.