AO VIVO Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Número de vagas para executivos diminui 15% em abril

Apesar disso, setor industrial foi o responsável por 44% das oportunidades do mês de abril frente a março, diz pesquisa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em tempos de crise financeira mundial, o mercado de trabalho mostrou sinais de piora para os executivos brasileiros no quarto mês do ano. O número de vagas para esses profissionais registrou uma queda de 15%, quando comparado ao mês anterior. Já em relação ao mesmo período do ano passado, o número de oportunidades aumentou 11%.

Os dados fazem parte de um estudo mensal da consultoria em transição de carreira, Right Management, realizado com a base de clientes da instituição.

De acordo com a diretora de Transição de Carreira da Right Management, Matilde Berna, o mercado ainda tem demonstrado um aquecimento na contratação de profissionais. Segundo ela, em alguns setores, diversas empresas contrataram profissionais para ajudar nos projetos em andamento ou até para renovar o seu quadro de funcionários, buscando colaboradores com melhor performance.

Aprenda a investir na bolsa

Matilde observou também que alguns segmentos industriais, como o de eletrodomésticos e o automobilístico, estão apresentando um consumo ainda satisfatório, e isso também contribui para o aumento do número de vagas nestas áreas.

Setores

Apesar da queda no número de oportunidades no mês de abril, frente ao mês anterior, o setor Industrial foi responsável por 44% das oportunidades oferecidas para os executivos no período. Este resultado indica um crescimento no setor, já que, nos dois meses anteriores, ele ficou estável em 39%.

Já o setor de Serviços respondeu por 28%, registrando um pequeno acréscimo frente aos 27% do mês anterior.

No setor industrial, o segmento que registrou o maior número de oportunidades para os executivos foi o de bens de consumo, com 16%. Em seguida, surge a área automotiva/autopeças, com 12%.

Já no setor de Serviços, o destaque foi o segmento de serviços especializados, com 31% das ofertas de emprego, e TI, com 22%.
As áreas de atuação financeira e comercial foram responsáveis por 21% das vagas ofertadas.