Número de empregos formais no Brasil supera 1 milhão nos cinco primeiros meses do ano

Informação foi adiantada pelo ministro do Trabalho e Emprego, em cerimônia na sede da OIT, na Suíça

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, adiantou que a geração de empregos com carteira assinada, nos cinco primeiros meses do ano, irá ultrapassar um milhão de novas vagas.

O número, 30% maior do que o apresentado no mesmo período do ano passado, representa um recorde. A informação foi dada nesta terça-feira (10), na sede da OIT (Organização Internacional do Trabalho), em Genebra, na Suíça, durante a apresentação da Agenda Bahia do Trabalho Decente.

A cerimônia, realizada pelo governador baiano Jaques Wagner, ratifica a proposta de uma Agenda Global de Trabalho Decente, conceito adotado pela OIT para simbolizar o trabalho remunerado adequadamente e exercido segundo parâmetros de liberdade, justiça e segurança.

Última divulgação

Aprenda a investir na bolsa

Em maio, o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) divulgou dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) que mostraram que, no quarto mês de 2008, foram criados 294.522 empregos com carteira assinada, o segundo melhor resultado já registrado para o mês em toda a série histórica, iniciada em janeiro de 1992. O resultado ficou atrás somente de abril do ano passado, quando foram criados 301.991 novos postos.

Em abril, foi registrado um crescimento de 1% no número de contratos formais de trabalho, em relação a março deste ano. No comparativo com o mesmo mês de 2007, houve queda de 2,41%.

Considerando o acumulado dos quatro primeiros meses de 2008, à época havia sido registrado o recorde do período da série histórica, com a geração de quase 850 mil postos de trabalho.