Número de empregos formais cresceu 0,38% em fevereiro

Setor Serviços foi o que mais contratou no mês passado; Estado de São Paulo gerou maior número de vagas formais cerca de 39,5 mil

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Dados extraídos da CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do último mês mostram que o número de empregos formais, frente a janeiro, considerando apenas os empregos onde existe registro em carteira de trabalho, apresentou crescimento de 0,38%. No total, foram gerados 84.029 novos postos de trabalho, o que representa um total de 119.514 novas vagas no primeiro bimestre do ano, crescimento de 0,54%.

De acordo com os dados da CAGED, os setores que mais contribuíram para o crescimento do número de novas vagas foram Serviços, Agricultura e Comércio. Já o nível de emprego industrial ficou estável no mês passado.

Setor Serviços cresceu 0,56%

O setor Serviços foi o que mais contratou trabalhadores em fevereiro, totalizando a criação de 49.736 vagas (0,56%). O desempenho positivo no setor se deve à retomada do período letivo, com maiores ofertas na rede de ensino, e também ao aumento das atividades relacionada ao turismo, sobretudo, em época de Carnaval.

Aprenda a investir na bolsa

Por sua vez, o setor Agricultura contratou 14.527 novos trabalhadores, registrando incremento de 1,26% no total de vagas. Por último, o Comércio mostrou sinais de recuperação e aumentou o volume de novas vagas em 0,29%, gerando mais 14.002 novas oportunidades de trabalho. Em janeiro, o setor havia registrado variação negativa de 0,06%.

Indústria empregou menos

O nível de emprego nas indústrias manteve-se estável, apresentando variação positiva de apenas 0,04%, ou 2.273 novos postos de trabalho. Os dados da CAGED mostram que o balanço de fevereiro na indústria revela dois aspectos importantes: a retração do emprego nas Indústrias de Alimentos e Bebidas, e o crescimento do emprego nos setores ligados a exportação.

Centro-Oeste teve maior crescimento

Em termos geográficos a região Centro-Oeste foi a que teve o maior crescimento no número de contratações (1,05%) em fevereiro. Em seguida, vieram as regiões Sul (0,85%) e Sudeste (0,48%). Já nas regiões Nordeste (-0,92%) e Norte (-0,27%) houve decréscimo na geração de novas vagas.

Dentre os Estados que mais ofertaram vagas de empregos formais, São Paulo ficou em primeiro lugar, com a geração de 39.472 vagas (0,54%), seguido do Rio Grande do Sul, com 14.915 novos postos (0,90%); e Minas Gerais, que contratou mais 10.801 trabalhadores (0,45%) no mês passado.