Número de empregos criados em fevereiro aumentou 28,20%, aponta Manager

No mês passado, foram contabilizadas 3.018 novas vagas; alta é justificada com momento positivo da economia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A quantidade de empregos criados em fevereiro foi 28,20% maior do que a verificada no mesmo período de 2007, revelou a Manager Assessoria em Recursos Humanos. No mês passado, foram contabilizadas 3.018 novas vagas.

Segundo a pesquisa, divulgada nesta quinta-feira (6), os dados refletem o momento positivo da economia brasileira. “Os empresários estão otimistas e investindo mais, por isso esse aumento tão significativo no número de vagas” disse Hélio Terra, presidente da Manager.

Na comparação com o primeiro mês de 2008, houve queda de 3,42% “Porém, consideramos esse um ótimo resultado, já que em fevereiro tivemos o Carnaval e também menos dias úteis”.

Setor industrial contratou mais

Aprenda a investir na bolsa

A área Industrial foi a que registrou melhor desempenho em janeiro, com representatividade de 26,51% no número de vagas abertas. As áreas Comercial (19,68%) e Administrativa (18,72%) vieram em seguida. Tecnologia da Informação ficou com a quarta posição, com 9,77% das vagas abertas.

Nas demais posições, ficaram as áreas Financeira (8,89%), Compra/Logística/Suprimento (6,49%) e Jurídica (0,99%).

Os profissionais de engenharia continuaram encontrando o maior número de novas vagas (34,96%). Já os formados em administração ficaram em segundo lugar, com 20,86% das ocupações. Por outro lado, os profissionais de Psicologia (2,53%) e de Publicidade, Comunicação e Marketing (3,84%) ficaram com as últimas colocações.

Vagas

De todas as vagas criadas em janeiro, 21,50% foram em postos de alta gerência/diretoria. A gerência ficou com 20,05% dos novos postos de trabalho, e os técnicos, supervisores e assistentes, com 58,05%.

Das vagas abertas no mês passado, o inglês continua sendo o idioma mais solicitado pelas companhias, com 83,33% do total, seguido pelo espanhol (11,17%).

São Paulo se destacou na geração de emprego, com 44,86% do total. Em seguida, vieram Rio de Janeiro (17,62%), Paraná (16,37%), Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia, com 21,13%, juntos.

PUBLICIDADE