Girl power

Número de bilionárias cresce de 22 para 145 em dez anos

Mulheres ultrapassaram os homens em velocidade de crescimento de riqueza e de membros do clube dos bilionários

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Nos últimos 20 anos, o número de mulheres bilionárias aumentou 6,6 vezes, para um total de 145. As responsáveis pelo aumento são as empreendedoras asiáticas, segundo estudo da UBS e PriceWaterhouseCoopers. Em 1995, eram apenas 22 mulheres bilionárias.

Embora o número ainda seja pequeno em comparação ao de homens – são mais de 1.200 –, o estudo apontou que as mulheres ultrapassaram os homens em velocidade de crescimento de riqueza e de membros do clube dos bilionários. O clube ainda é majoritariamente composto por homens, que são 60% dos membros, mas sua taxa de crescimento é apenas de 5,2.

O número de empreendedoras asiáticas era, dez anos atrás, de apenas três. Hoje, já são mais de 25 mulheres asiáticas da primeira geração de empreendedoras. Os Estados Unidos e Europa contam com 8% das bilionárias do mundo.

PUBLICIDADE

Enquanto na Ásia a maioria das bilionárias tendem a assumir o papel de líder da criação de riqueza, nos Estados Unidos, embora a maioria também tenha em mente esse papel, 15% se dedicam à filantropia – como é o caso de Melinda Gates e Priscilla Chan, esposas de Bill Gates e Mark Zuckerberg.

Globalmente falando, em 1995 o número de bilionários era de 289, mas em 2014 eles já totalizavam 1.347. Para o futuro, a expectativa é de que mais mulheres se juntem ao clube, já que as “filhas estão preparadas para ter um papel ativo em liderar a família e seu negócio”, diz o relatório.