educação

Notas altas na escola resultam em salários maiores, diz estudo

Aumento salarial chega a 5% nos primeiros anos no mercado de trabalho

SÃO PAULO – Ter boas notas na escola resulta em um salário maior quando o jovem entra no mercado de trabalho. Foi o que revelou um estudo da Fundação Itaú Social.

O levantamento acompanhou as gerações nascidas entre 1977 e 1978 e 1987 e 1988 em três momentos da vida: na infância (4-5 anos de idade), na fase escolar (17-18 anos) e nos primeiros anos no mercado de trabalho (23-24 anos).

Os resultados indicam que um aumento de 10% na nota de proficiência em matemática faz com que o jovem ganhe 4,6% mais, cinco anos após a conclusão do ensino médio. Já o aluno que tem alta de 10% nas notas da matéria de português recebem um salário 5% maior no mesmo intervalo de tempo.

PUBLICIDADE

“Pesquisas já mostraram que anos de escolaridade impactam na renda futura dos brasileiros. Mas esse estudo mostra evidências de que não basta ficar na escola: a qualidade do que se aprende nela faz muita diferença no mercado de trabalho”, afirmou a gerente de educação da Fundação, Patricia Mota Guedes. Segundo ela, o estudo reforça a importância de políticas públicas que valorizem e apoiem cada vez mais o papel do professor.