No Brasil, número de mulheres empreendedoras supera o de homens

As mulheres superaram os homens pela primeira vez em 2009, quando o assunto é empreendedorismo por oportunidade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – No ano passado, pela primeira vez as mulheres brasileiras superaram os homens quando o assunto é empreendedorismo por oportunidade – planejado e consistente. De acordo com a pesquisa GEM 2009 (Global Entrepreneurship Monitor), 53,4% das pessoas que estão à frente de negócios deste tipo são elas.

Considerando o número de empreendedores cujos negócios estão no estágio inicial, ou com menos de 42 meses de existência, elas também são em maior número, 53%, contra 47% de homens. Além do Brasil, em outros dois países o número de mulheres empreendedoras é maior que o de homens. Em Tonga, o índice alcança os 61% e, na Guatemala, 54%.

Os dados fazem parte da 10ª edição da pesquisa GEM, divulgada pelo Sebrae e o IBQP (Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade).

Aprenda a investir na bolsa

Brasil tem 18,8 milhões de empreendedores
De acordo com o levantamento, a TEA (Taxa de Empreendedores em Estágio Inicial) brasileira é a sexta maior entre os países com nível comparável de desenvolvimento econômico, com 15,3%, que representa 18,8 milhões de pessoas. Essa taxa está acima da média histórica do País, de 13% registrada pela GEM.

“Observamos que, em termos quantitativos, o Brasil vai bem, mas ainda precisamos melhorar em termos qualitativos”, avaliou, por meio de nota, o presidente do Sebrae, Paulo Okamotto. Apesar da consideração, ele acredita que houve melhora de outros aspectos que envolvem o negócio. “Flagramos melhorias, como a redução na mortalidade das empresas, o aumento das capacitações dos trabalhadores e o surgimento de um ambiente mais propício aos novos negócios a partir da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa”, considerou.

A pesquisa mostra também que 52,5% dos empreendedores brasileiros têm entre 18 e 34 anos de idade. Do total de empreendedores, 20,8% têm entre 18 e 24 anos e 31,7%, de 25 a 34 anos. É nessa faixa etária que se encontra a maior parte dos empreendedores do País. Aqueles com idade entre 55 e 64 anos, por outro lado, representam a menor parcela dos empreendedores, de 4,3%.

Sobre a pesquisa
Criado em 1999, o GEM é o maior estudo independente do mundo sobre a atividade empreendedora, cobrindo 54 países consorciados, o que representa 95% do PIB e dois terços da população mundial.

Para compor a pesquisa no Brasil, em 2009, foram entrevistadas 2 mil pessoas entre 18 e 64 anos, de todas as regiões brasileiras, selecionadas por meio de amostra, e mais de 180 mil pessoas no mundo. A pesquisa conta ainda com opiniões de 36 especialistas brasileiros. Entre os anos de 2000 a 2009, 21,9 mil adultos foram entrevistados no Brasil.