Campanha salarial

Negociação entre bancários e Fenaban continua na terça-feira

Bancários fazem um ato nesta manhã para discutir a proposta de reajuste salarial; cerca de 40 agências no centro de São Paulo abrirão por volta de 11h30

SÃO PAULO – Os bancários farão uma assembleia nesta segunda-feira (3) às 11h00 na Praça do Patriarca em São Paulo, para discutir a proposta feita, e não aceita, pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), de reajuste de 6% (aumento real de cerca de 0,7%) para todas as verbas salariais, inclusive a PLR (Participação dos Lucros e Resultados).

Com isso, aproximadamente 40 agências bancárias do centro da cidade de São Paulo terão sua abertura atrasada, com previsão de começar a funcionar por volta das 11h30. Segundo nota do sindicato, o atendimento aos aposentados será garantido.

A proposta feita Fenaban foi considerada insuficiente pela Contraf-CUT. Vale lembrar que nas reivindicações da categoria no início do mês, o reajuste era de 10,25% (5% de aumento real).

PUBLICIDADE

As negociações entre o Comando Nacional e a Fenaban continuam na terça-feira. Os trabalhadores reivindicam além do reajuste real, PLR de três salários mais R$ 4.961,25 e piso com salário mínimo do Dieese de R$ 2.416,38.