Não sabe qual carreira seguir? Algumas dicas podem ajudá-lo na decisão

Ansiedade dos pais, que pressionam seus filhos na escolha, e imaturidade dos jovens são fatores que mais prejudicam

SÃO PAULO – Mesmo para aqueles que, desde crianças, tinham em mente qual carreira seguir, a dúvida aperta mesmo quando chega a hora da decisão. Afinal, trata-se de escolher uma profissão que fará parte da sua rotina por um bom tempo da sua vida!

Dúvidas e mais dúvidas

A falta de identificação com as disciplinas do curso escolhido é um dos motivos que levam a grande maioria dos estudantes universitários no Brasil a abandonarem o curso logo no primeiro ano da faculdade.

Como evitar que isso aconteça com você? É importante, primeiramente, ter consciência de alguns aspectos: a ansiedade dos pais, que acabam pressionando seus filhos na escolha, e a imaturidade dos jovens, que nem sempre estão mesmo prontos para optar, são os principais motivos para errar na decisão.

Orientações

PUBLICIDADE

Pensando nisso, o especialista em educação de adolescentes e articulador de relações multidisciplinares do CEL LEP, Marcos Ueda, destaca algumas medidas que podem ajudar os jovens neste momento decisivo.

O primeiro ponto é a reflexão: “pergunte a si mesmo se está preparado para a universidade e também para o curso que será a base para que exerça sua profissão”, alerta

Respondida esta pergunta, observe atentamente a estrutura das universidades, realizando visitas às instituições que ofereçam o curso desejado. Conheça a estrutura curricular e os professores. A intenção é verificar se você sente afinidade com o que a faculdade lhe oferece e o que será estudado.

Procure ouvir profissionais da área, na intenção de conhecer melhor a carreira e apurar algumas “dicas”. Nunca é demais ouvir quem tem experiência. Ainda na intenção de conhecer a área de atuação, visite empresas do segmento.

Abuse da internet e pesquise muito a respeito do curso escolhido. Informações não irão faltar. Tome a decisão apenas quando se sentir preparado para isso. Não se precipite!

Resista à pressão

Lembre-se que cada pessoa tem seu ritmo, e você não deve se sentir pressionado por demorar a decidir. Mas, atenção! É claro que para tudo existe o bom senso, e você não pretende freqüentar os bancos dos cursinhos pré-vestibulares o resto da vida, certo?

Outro ponto importante: tomada a decisão, não tenha medo de assumir, caso tenha se equivocado na escolha, mesmo com todos os cuidados. Com responsabilidade, você poderá encontrar meios para mudar sua carreira e trilhar o melhor caminho. Boa sorte!