Emprego

Na volta das férias, VW planeja demitir 800 funcionários no ABC

Funcionários que receberam carta da montadora terão de comparecer nessa terça-feira no Departamento Pessoal

Logo da Volkswagen em linha de montagem
Logo da Volkswagen em linha de montagem

SÃO PAULO – O ano não começou bem para os funcionários da Volkswagen. Desde sexta-feira, cerca de 800 funcionários da fábrica em São Bernardo, no ABC paulista, receberam uma carta da empresa pedindo que comparecessem ao Departamento Pessoal nesta terça-feira (6). De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a unidade é a antiga da montadora no Brasil e emprega 13 mil trabalhadores, sendo que a maioria dos funcionários estava em férias coletivas.

Segundo a publicação, o Sindicato dos Metalúrgicos marcou uma assembleia para esta manhã para discutir o tema. A empresa ainda não confirmou as demissões, mas, em nota divulgada na segunda-feira (5), chama a atenção para a necessidade de adequação de seu efetivo e otimização de custos para melhorar a competitividade em sua fábrica na Anchieta. 

Vale lembrar que no início de dezembro do ano passado, a VW chegou a discutir sobre um PDV (Programa de Demissão Voluntária) para 2,1 mil trabalhadores, mas as negociações foram suspensas quando o sindicato rejeitou a proposta. Segundo o sindicato, companhia firmou um acordo coletivo em 2012 que garante a estabilidade nos empregos até 2016.

PUBLICIDADE

Além disso, as vendas de veículos caíram no Brasil. Dados da Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) mostram que entre janeiro e novembro de 2014, o emplacamento de automóveis caiu 8,4%, em relação a 2013.

Ironicamente, uma pesquisa realizada pela consultoria focus2move revelou que o Grupo Volkswagen emplacou 9,91 milhões de unidades no mundo e desbancou a Toyota, que liderava desde 2009.