Na hora da compra ou do aumento de salário, negociar é preciso!

A prática de negociar faz parte do dia-a-dia, sobretudo para quem quer zelar pelo seu orçamento; capriche!

SÃO PAULO – Quem nunca passou por um momento de negociação? Na hora da compra, durante a contratação de um serviço, ao pleitear aumento de salário

ao seu chefe ou apresentar um projeto a um cliente… os momentos são vários.

Pois saiba que negociar requer certa técnica, e sua postura pode fornecer certos “sinais” à outra parte. Que tal conhecê-los?

1. Sorria!

PUBLICIDADE

O sorriso ajuda a demonstrar boa intenção. Mas, é preciso cautela para não errar na dose: sorrir por muito tempo pode dar a idéia de falsidade.

2. Mantenha postura aberta

Se você entra numa negociação com os braços cruzados ou grudados ao corpo, pode passar à outra pessoa a impressão de ser alguém bastante fechado e insensível.

A sugestão é mantê-los para trás, ou estendidos ao lado do corpo. Palmas das mãos abertas e voltadas para dentro indicam receptividade.

3. Aproxime-se

Manter-se fisicamente próximo de alguém sugere a idéia de receptividade. Se a pessoa se inclinar, demonstra que se importa com o que está sendo dito.

4. Observe o contato físico e visual

O aperto de mão é sempre bem-vindo: comunica interesse e receptividade, de forma aceitável e respeitosa. Quando o conflito parece difícil de resolver, especialistas recomendam a técnica do “tapinha” nas costas.

Da mesma forma, manter o contato visual é bastante importante numa negociação, pois indica confiança, receptividade e credibilidade.

5. Concorde… ou não

Muito cuidado com o hábito de concordar, mexendo a cabeça enquanto o assunto está sendo apresentado. Se, por um lado, isso demonstra interesse pelo tema, por outro dá a impressão de que você aceita tudo o que está sendo dito. Fique atento aos seus direitos!

(*) com informações do CRA-SP (Conselho Regional de Administração de São Paulo)