Divórcio bilionário

Mulher volta atrás e aceita cheque de quase US$ 1 bilhão, mas ainda quer mais

Após 26 anos juntos, a Justiça de Oklahoma ordenou que o bilionário Harold Hamm deveria pagar US$ 1 bilhão à Sue Ann Arnall, sua ex-mulher

SÃO PAULO – A ex-mulher do magnata Harold Hamm promete pressionar ainda mais o caso de seu divórcio, mesmo após ter aceitado o cheque de US$ 987 milhões oferecido por Hamm. As informações são do portal americano CNBC.

Após 26 anos juntos, a Justiça de Oklahoma ordenou que o bilionário deveria pagar US$ 1 bilhão à Sue Ann Arnall. Os US$ 987 milhões oferecidos foram considerados o balanço inteiro de Hamm pela corte. Arnall, entretanto, alega que a primeira decisão permitiu a ele manter um patrimônio de aproximadamente US$ 18 bilhões, que na sua visão, era compartilhado.

“Não abrirei mão de meu patrimônio e não sinto que ele deva ser negado apenas porque aceitei, no total, uma pequena parcela do que construímos ao longo do tempo”, afirmou Arnall. Em resposta, Hamm solicitou à corte que o pedido de sua ex-mulher não seja levado em conta, já que ela aceitou o dinheiro do acordo inicial. De acordo com o advogado de Hamm, Michael Burrage, por essa razão o recurso de Arnall será negado.

PUBLICIDADE

Outro advogado do magnata, Craig Box, afirmou que o depósito do cheque de US$ 987 milhões encerraria o processo do divórcio, que vem procedendo desde 2012. O primeiro acordo de divórcio foi um dos mais caros dos Estados Unidos.

Devido ao corte de bilhões de sua herança pessoal por uma queda nos preços do óleo no mês passado, a primeira decisão judicial também permitiu a Hamm manter sua participação de 68% na petroleira Continental.