Mudança na tabela do IR: como ela afeta seus ganhos mensais?

Desde o início do ano, a tabela do IRPF passou a vigorar com a correção de 4,5%. Entenda o efeito em seu bolso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Desde o início do ano, a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física passou a vigorar com a correção de 4,5%, prevista na Lei Federal 11.482/07.

Apesar de os novos valores não serem usados na declaração do IR 2008, que acontece entre março e abril próximos, o reajuste já começou a ser percebido no bolso dos trabalhadores.

Você entende a influência da mudança na tabela do IR em seus ganhos mensais?

Parcela a deduzir

Aprenda a investir na bolsa

“Com a elevação das faixas, o IR retido na fonte será menor. Isso representa um desconto menor no salário do trabalhador com registro em carteira, assim como nos demais pagamentos efetuados a pessoas físicas em geral”, explica o advogado tributarista Fábio Alexandre Lunardini, do escritório Peixoto e Cury Advogados.

O reajuste da tabela só não beneficia quem já era isento, pois, mesmo quem não mudou de faixa, beneficiando-se da redução na alíquota, ganha com o aumento da parcela a deduzir. Mas do que se trata esta parcela?

Por exemplo, se você possui uma renda tributável de R$ 1.500, de acordo com a tabela 2007, está enquadrado na segunda faixa de tributação e paga 15% de imposto (ou R$ 225), mas, como tem uma parcela a deduzir de R$ 197,05, acaba recolhendo apenas R$ 27,95 de imposto (ou 15% de R$ 1.500 menos R$ 197,05). Contudo, com a nova tabela, você continua recolhendo a mesma alíquota de 15%, mas poderá deduzir R$ 205,19, de forma que pagará menos imposto no mês, R$ 19,81. Na prática, uma economia de cerca R$ 8,14 por mês.

Na ponta do lápis

Na tabela abaixo, comparamos os ganhos mensais para algumas faixas de salários:




















PUBLICIDADE










Salário
(R$)
2007 PD 2007
(R$)
IR mensal2008 PD 2008
(R$)
IR mensal
(R$)
Ganho
anual
(R$)
1.372,8115%197,058,87115,31
2.743,2527,5%525,19229,2015%205,92205,57307,19
3.657,5027,5%525,19480,6227,5%548,82456,99307,19

Nota: PD – Parcela a deduzir

A economia anual (considerando-se o salário dos doze meses mais o décimo terceiro, sem contabilizar as férias) é calculada como sendo a diferença entre o imposto devido com base na tabela antes da correção de 4,5% e o imposto devido após a correção.

No primeiro caso, a pessoa que antes recolhia imposto a uma alíquota de 15% passa a uma situação de isenção, ao passo que, no segundo caso, ela salta da terceira faixa para a segunda, e no terceiro, mesmo ficando na mesma faixa, se beneficia do aumento da parcela a deduzir.

Desse modo, fica fácil entender os benefícios para o seu orçamento que a correção da tabela pode trazer. Mas, para tanto, é importante que você utilize os recursos que deixará de gastar com impostos de forma consciente.

Quando usar a nova tabela?

Apesar de já estar valendo desde o primeiro dia de janeiro, a nova tabela, para fins de declaração de ajuste anual, só terá efeitos no ajuste de contas de 2009 (ano-base 2008). Isso significa que, mesmo já contando com os benefícios da correção no salário já este mês, a título de Imposto de Renda, a correção só vale no ano que vem.