Emprego

MTE inicia emissão de carteira de trabalho digital no DF

O Ministério do Trabalho informou que os trabalhadores serão atendidos por meio de um sistema de agendamento e terão seus dados cruzados no ato do cadastramento, o que permitirá a emissão da carteira cerca de 15 minutos depois

(Wikimedia Commons)

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, participou nesta quinta-feira, 27, da inauguração do sistema de emissão de Carteira de Trabalho Digital no Distrito Federal. O sistema, que já existe em quatro Estados (CE, RJ, RS, SC), permitirá que os trabalhadores recebam a carteira de trabalho no mesmo dia em que fazem o pedido. Em 1º de janeiro de 2015, todos os Estados já devem ter aderido a esses sistema, segundo o governo federal.

 

O Ministério do Trabalho informou que os trabalhadores serão atendidos por meio de um sistema de agendamento, sem necessidade de enfrentar filas, e terão seus dados cruzados no ato do cadastramento, o que permitirá a emissão da carteira cerca de 15 minutos depois. No Distrito Federal, são emitidas 180 mil carteiras de trabalho por ano. No Brasil, são 6 milhões de carteiras a cada ano.

PUBLICIDADE

 

“Em São Paulo, por exemplo, a carteira ainda é manual. Isso é um atraso inexplicável e é um desaforo ao trabalhador. O trabalhador não tem o respeito que devia ter de um órgão como nosso ministério”, afirmou Dias. “Além de ser digitalizada, a nova carteira tem garantias fundamentais ao trabalhador e combaterá a fraude. É um avanço e uma mudança radical na vida dos trabalhadores”, comemorou.

 

O governo informou que essa mudança permitirá saber se o cidadão possui outros documentos ativos, número de PIS anterior ou se está recebendo benefícios federais, o que reduz as chances de fraude.

 

Dias disse que o próximo ministro do Trabalho poderá lançar o cartão eletrônico do trabalhador, que no futuro substituirá a carteira de trabalho em papel. “É um cartão eletrônico, onde constarão todas as informações, como recebimento de benefício, seguro desemprego, dados de trabalho”, disse. O cartão ainda está em estudo e não tem data para início.

PUBLICIDADE

 

O secretário de Políticas Públicas de Emprego do Ministério do Trabalho, Silvani Pereira, destacou que o novo sistema permitirá que o trabalhador vá apenas uma vez à superintendência para ter a carteira de trabalho em mãos. “Estamos fazendo uma modernização de ações que tem repercussão no dia a dia do trabalhador”, disse.