Montagem de home-office: veja o que fazer antes de começar a trabalhar em casa

Uma dica é comprar mobiliário adequado, que atenda aos princípios de ergonomia, para evitar doenças ocupacionais

SÃO PAULO – A quantidade de pessoas que trabalham em casa aumenta a cada dia, com a temática da qualidade de vida como foco. A diretora de Projetos da C + A Arquitetura e Interiores, Ana Carolina M. Tabach, adverte, porém, que é preciso ter cuidado extra na montagem do home office, em prol da qualidade do trabalho, do bem-estar e da saúde.

A primeira sugestão é também a mais óbvia: libere espaço para a montagem do escritório. “Jogar fora coisas que não se usa mais costuma liberar de 15% a 20% de espaço. O escritório em casa deve ser funcional, mas, acima de tudo, agradável e confortável, com a virtude de ocupar uma área reduzida. O fundamental é que não lembre nem um pouco os escritórios convencionais, onde o profissional é obrigado a ir todos os dias”, sugere a diretora de Projetos.

Além disso, segundo ela, falta de espaço não é desculpa para deixar de organizar o ambiente de trabalho. “Em 3 m2, é possível instalar uma bancada confortável, com 50 centímetros de profundidade e 90 centímetros de comprimento, armário, prateleiras ou nichos e um gaveteiro sob a bancada. Mas, se o profissional trabalha em casa muitas horas por dia, o ideal é ter um ambiente com mais privacidade, que pode ser uma edícula ou um quarto isolado”.

Instalações elétricas

PUBLICIDADE

Após a definição do melhor local disponível na casa ou no apartamento, verifique as instalações elétricas, pois serão necessárias tomadas e pontos extras para telefone e conexão de banda larga.

“Um mobiliário adequado, atendendo aos princípios de ergonomia, também previne doenças ocupacionais, como a LER (Lesão por Esforços Repetitivos). A altura ideal da bancada varia entre 70 e 75 centímetros, enquanto o mouse e o teclado devem estar posicionados de forma que o usuário apoie completamente o antebraço. E é preciso deixar espaço livre para que o profissional sente-se numa posição correta, formando ângulos de 90º entre tronco e antebraços, tronco e pernas, coxas e parte inferior das pernas e entre tornozelos e pés”, diz Ana Carolina.

Iluminação

Quanto à iluminação, conte com uma janela ampla, mas evite instalar a bancada do computador contra a abertura, pois o reflexo da luz no monitor é prejudicial.

“E mesmo com uma boa luminosidade, o ambiente deve contar com uma luz artificial geral e homogênea somada a uma iluminação pontual na mesa. O foco deve ser perpendicular, vindo da direita para quem é canhoto e da esquerda para os destros”.

É ainda importante optar pela fiação camuflada. “É possível encomendar uma bancada sob medida com fundo falso ou comprar, em lojas especializadas, uma mesa com canaletas, que escondam a fiação. Outra alternativa é providenciar um painel falso cobrindo parte da parede atrás da estação de trabalho. É interessante também reunir duas ou três tomadas numa só parede, para evitar fios por todos os lados”.

Organize-se!

Tenha à disposição somente os materiais que forem absolutamente necessários. Para lembretes e recados importantes, a dica é instalar um painel magnético.

Com relação aos móveis, a recomendação da diretora de Projetos é preferir peças próprias para escritório, por serem ergonômicas e de fácil manutenção. Lembre-se ainda que mesas com desenho em C ou L evitam deslocamentos na cadeira, bordas arredondadas não machucam o corpo e tampos com superfícies opacas evitam que a luz se reflita e atrapalhe a execução do trabalho.

Por fim, prefira cores claras nas paredes e nos móveis, que dão a sensação de conforto visual e amplitude, sem tornar o ambiente cansativo. Para o piso, a sugestão é madeira, laminados e porcelanatos.