Ministro do Trabalho espera novo recorde de empregos para o mês de novembro

Carlos Lupi espera uma queda menor de empregos do que a média histórica para o mês de dezembro

SÃO PAULO – Neste mês, deve haver novo recorde de geração de empregos formais e, em dezembro, haverá uma queda menor do que a média histórica. Essas são as expectativas do ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

“Temos que acabar com este complexo de país pequeno: somos um país grande, forte e devemos continuar apostando em nós, investindo no Brasil”, disse Lupi, ao divulgar nesta segunda-feira (16) os dados do Caged referentes a outubro, conforme publicado pela Agência Brasil.

Segundo o ministro, o que tirou o Brasil da crise foi o crescimento do salário, que vem registrando altas acima da inflação e dando poder de compra aos trabalhadores.

Geração de empregos

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com Lupi, o Brasil é o único país do G-20 que gerou mais de um milhão de novos empregos em 2009. “E, para 2010, teremos o melhor ano do governo Lula na geração de empregos, quando serão criados dois milhões de novos postos de trabalho no Brasil”, acredita o ministro.

Considerando os dados divulgados nesta segunda, de janeiro a outubro deste ano, foram criados 1,163 milhão de postos de trabalho, o que significa expansão de 3,64% em relação ao mesmo período do ano passado. Somente em outubro, o emprego formal registrou a nona alta seguida, de 0,70% frente a setembro, com a criação de 230.956 vagas.

Nos últimos 12 meses, a variação também foi positiva, de 1,43%, com acréscimo de 467.840 postos de trabalho.