AO VIVO Especialista recomenda ativo ao vivo em aula sobre Fundos Imobiliários

Especialista recomenda ativo ao vivo em aula sobre Fundos Imobiliários

Ministro do Trabalho contesta Pesquisa de Emprego divulgada pelo IBGE

Segundo Luiz Marinho, dados não refletem a realidade do País - emprego vem crescendo nas regiões não avaliadas pelo estudo

SÃO PAULO – O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, não concorda com os dados da Pesquisa Mensal de Emprego, divulgada nesta quinta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo Marinho, os dados apresentados não refletem a situação do País como um todo.

Informações limitadas

Depois de declarar que, no Brasil, “infelizmente, as pesquisas sobre mercado de trabalho são limitadas”, o ministro recolocou a informação e disse que o IBGE é uma instituição séria.

Marinho explicou que, na análise do Instituto, são compilados dados de apenas algumas regiões metropolitanas e que o IBGE já estuda a hipótese de ampliar a pesquisa.

Dados contraditórios

Luiz Marinho lembrou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última segunda-feira (21), que registram crescimento do emprego.

A diferença, segundo o próprio ministro, é que o crescimento, no relatório do Ministério do Trabalho, se dá nas regiões não-metropolitanas.

Para Marinho, os números divulgados pelo Caged devem ser confirmados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), do IBGE, e pela Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho.