Política

Ministro defende que direção do Postalis responda por prejuízo de R$ 5,6 bilhões

Conforme revelou o jornal "O Estado de S. Paulo", o Postalis, fundo de pensão dos Correios, tem um déficit atuarial de R$ 5,6 bilhões

arrow_forwardMais sobre

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, reafirmou nesta quinta-feira, 26, na Comissão Geral da Câmara, que a direção do Postalis deve responder pelos prejuízos no fundo de pensão e disse que, mesmo que não seja provada nenhuma ilegalidade, até mesmo a gestão equivocada precisará ser apurada. “Não tenho qualquer transigência com má gestão de recursos dos trabalhadores. Quem gere de maneira equivocada, sequer ilegal, vai responder por isso”, afirmou.

 

Conforme revelou o jornal “O Estado de S. Paulo”, o Postalis, fundo de pensão dos Correios, tem um déficit atuarial de R$ 5,6 bilhões, provocado por investimentos suspeitos, pouco rentáveis ou que não tiveram ainda rendimento passado ao fundo. Os funcionários dos Correios tentam evitar que os participantes do fundo tenham uma redução de até 25,98% em seus contracheques a partir de abril, pelo período de 15 anos e meio, para cobrir o rombo do Postalis.

PUBLICIDADE