Metas para 2007: impulsione sim sua carreira, mas de olho na saúde!

Bom desempenho no campo profissional implica em muita saúde e energia para se destacar e superar obstáculos

SÃO PAULO – A árvore continua enfeitada, luzes, presépio. Além do espírito de Natal, que ainda toma conta nesta época, são inevitáveis as promessas para 2007: economizar mais, estudar, emagrecer, recomeçar, reconciliar, encontrar um novo amor…isso sem falar na vontade de impulsionar a carreira e cuidar da saúde…

Porém…se você é daqueles que adia sempre seus planos, muita atenção, principalmente se o tema trabalho tem sido uma constante. Fique de olho no seu bem estar em 2007!!!

Qual o ponto de partida

Estar bem com si próprio é o ponto de partida para realizar qualquer coisa. E como muitos sonhos dependem do aspecto financeiro, você terá que trabalhar bastante para realizá-los.

PUBLICIDADE

E um bom desempenho no campo profissional implica em muita saúde e energia para se destacar e superar obstáculos. Isso sem falar, claro, no equilíbrio emocional.

Caso ache tudo isso uma grande besteira, que tal alguns números, que comprovam o quanto os trabalhadores têm sido displicentes com a melhor ferramenta que possuem: seu corpo, sua própria máquina?

Cuide-se: motivos não faltam

Pesquisa realizada pela Méd-Rio Check-up em 2005, clínica especializada na medicina preventiva, e divulgada em publicação da Câmara de Comércio França-Brasil, revela que 80% dos executivos brasileiros se alimentam de forma inadequada. Cerca de 60% deles estão acima do peso ideal e 26% sofrem de insônia.

Na comparação entre sexos, 70% dos homens possuem altos níveis de estresse, contra 40% de mulheres; 25% dos homens possuem altos níveis de colesterol e triglicérides, contra 20% das mulheres. No quesito tabagismo, a classe feminina sai na frente, com 45% de fumantes, contra 35% dos homens.

E quando o assunto é bebida alcoólica, o jogo se inverte, e bem: 50% dos homens contra 25% das mulheres. E não pára aí: 70% das executivas possuem vida sedentária, contra 65% dos profissionais do sexo masculino. Os dados mostram, nitidamente, o quanto as pessoas estão voltadas ao trabalho, esquecendo-se do bem estar.

Encontre seus próprios meios

A pesquisa, realizada entre 1994 e 2004, com base em 25 mil check-ups com executivos e profissionais liberais, sendo homens entre 30 e 75 anos e mulheres entre 30 e 60 anos, revela hábitos inadequados que, associados ao estresse, comprometem realmente a saúde do trabalhador.

Diante da comprovação, fica o alerta. Mas apenas ter consciência não basta! É preciso agir. E isso fica com você: pratique seu esporte predileto ou faça uma caminhada pelo quarteirão após o almoço. Aliás…valorize seu tempo para a refeição, trata-se de um descanso necessário. Execute seu trabalho com maior serenidade e tenha a certeza de que está fazendo o seu melhor (desde que tenha auto-crítica suficiente para isso, claro).

Dedique-se mais ao que lhe dá prazer, e tenha a certeza de que está fazendo o que gosta e de que está na direção certa, em busca do que realmente quer… ficará tudo bem mais fácil. Procure o apoio dos amigos e familiares e veja o mundo que existe lá fora. Isso tudo, claro, sem falar nos exames de saúde periódicos, fundamentais em qualquer época da vida, sobretudo para quem já passou dos 35 anos.

Convencido? Agora é com você! Feliz Ano Novo!