Metade dos consumidores pretende quitar débitos nos próximos 30 dias

Parcela de 50% é 5 pontos percentuais menor do que a de setembro de 2009, quando 55% manifestavam tal intenção

SÃO PAULO – O consumidor brasileiro está disposto a fazer sacrifícios com o objetivo de retirar o nome de cadastros de inadimplentes e, assim, garantir a obtenção de crédito para uma eventual compra futura.

A conclusão é de uma pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), realizada em setembro com consumidores que buscaram informações no balcão de atendimento do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Segundo o levantamento, divulgado na última quarta-feira (6), cerca de 50% dos entrevistados pretendem quitar seus débitos nos próximos 30 dias. O percentual é cinco pontos percentuais menor do que o verificado em setembro de 2009, quando 55% dos consumidores manifestavam tal intenção.

PUBLICIDADE

Forma de pagamento
Ainda de acordo com o estudo, do total dos que pretendem pagar suas dívidas no prazo máximo de um mês, 73% estão dispostos a cortar gastos com consumo e lazer e utilizar parte do salário para efetuar o pagamento.

Em seguida, com 4% das respostas cada, estão os que pretendem usar recursos das férias e o 13º salário. Com 2% das citações estão os que querem pagar as dívidas com o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), e 1% por meio de empréstimos ou com recursos da poupança.

Outras alternativas somaram 15% das respostas.