Mercado financeiro foi o que mais contratou executivos de média gerência em 2010

De acordo com estudo, setor foi responsável por 39% deste tipo de contratação, segundo dados da Asap

SÃO PAULO – O mercado financeiro foi o setor que mais contratou executivos de média gerência em 2010, segundo revela pesquisa realizada pela Asap, empresa especializada em recrutamento e seleção.

De acordo com o estudo, o setor foi responsável por 39% deste tipo de contratação. Em seguida, aparecem os segmentos de Indústria e Infraestrutura; Consumo e Mercado Farmacêutico; e TI e Telecom, com 35%, 18% e 8%, respectivamente.

“Existe um boom na média gerência, pois, com um cenário de constantes mudanças, os profissionais que atuam em posições intermediárias estão cada vez mais demandados. As empresas estão ávidas por um perfil mais arrojado, empreendedor e com muito jogo de cintura, pois são esses profissionais que têm o desafio de implementar as estratégias de suas companhias”, diz o CEO e sócio da Asap, Carlos Eduardo Ribeiro Dias.

PUBLICIDADE

Análise setorial
No mercado financeiro, a maior parte das contratações, 64%, ocorreu nos bancos comerciais, sendo o aumento do crédito e das taxas de bancarização os principais motivos que levaram as instituições financeiras a investirem na expansão do quadro de profissionais.

Os bancos de atacado e negócios também se destacaram, respondendo por 17% da demanda; assim como as seguradoras e os bancos de médio e pequeno porte.

“Os bancos estão buscando oferecer produtos mais customizados e por isso precisam de profissionais com conhecimento técnico, fluência em um segundo idioma e um perfil comercial desenvolvido”, avalia a diretora da consultoria, Vivian Dib.

Na área industrial, o setor químico foi o que apresentou o maior percentual de novos profissionais, 22%, seguido pelas áreas de construção, engenharia e infraestrutura, aumento de 13%. Neste último caso, a alta já seria reflexo da realização da Copa do Mundo e da Olimpíada.

Já na área de bens de consumo e mercado farmacêutico, a indústria de cosméticos e farmacêutica foram as grandes responsáveis pelas contratações, 22% e 21%, nesta ordem. Em seguida, aparece a indústria de alimentos, com 16%.

TI/ Telecom e Serviços
Ainda segundo o levantamento, em 2010, a área de serviços reverteu o movimento de perda de talentos verificado nos últimos dois anos e voltou a contratar. As áreas mais beneficiadas do setor foram as de suporte, entre elas, recursos humanos e contabilidade.

Já no setor que compreende TI e Telecom, o setor de telecomunicações respondeu por 58% das contratações, com destaque para as regiões Sudeste e Nordeste.

Neste setor, os profissionais de marketing estratégico, com foco em resultados, estão entre os mais demandados. “Temos hoje uma forte competitividade nas empresas, por isso a procura pelo pensamento estratégico, gerenciador de custos, capacidade de gerenciamento de conflitos e um profissional multitarefas”, explica o diretor da área de telecomunicações da consultoria, João Paulo Camargo.

Perspectivas
Para 2011, a consultoria espera uma grande procura por engenheiros, profissionais cujo aumento na demanda foi de 51% em 2010.

Além disso, as posições voltadas para a área de RH (Recursos Humanos), sobretudo no mercado financeiro; a área de petróleo e gás, no setor de indústria e infraestrutura; e de profissionais técnicos de expansão de redes, no setor de telecomunicações, devem ser destaques em 2011, sendo que no caso de telecomunicações, a contratação deve se ressaltar nas regiões Norte e Centro-Oeste do país.