Mercado de vales-benefício deve crescer 19% este ano e movimentar R$ 37 bilhões

Nesses R$ 37 bilhões estão incluídos vouchers e cartões do tipo alimentação, refeição e cesta básica, com incentivos fiscais

SÃO PAULO – Os vales-benefício devem movimentar aproximadamente R$ 37 bilhões neste ano, afirmou o presidente da CBSS (Companhia Brasileira de Soluções e Serviços), Newton Neiva, em entrevista à revista Ibef* News.

Caso esse valor se concretize, será um crescimento de 19% em relação ao ano passado. Nesses R$ 37 bilhões, de acordo com Neiva, estão incluídos vouchers e cartões do tipo alimentação, refeição e cesta básica concedidos com incentivos fiscais federais, pelo PAT (Programa de Alimentação ao Trabalhador).

Perspectivas
Segundo o presidente da CBSS, o setor de vales-benefício deve crescer 18% até 2015, quando está prevista a movimentação de cerca de R$ 73 bilhões.

PUBLICIDADE

“Essa perspectiva é fruto não somente do incremento do PIB (Produto Interno Bruto), como também da forte tendência de empresas de pequeno e médio porte aderirem ao programa”, disse Neiva.

Atualmente, as empresas com mais de 500 funcionários são responsáveis por 50% dos vales do Programa de Alimentação ao Trabalhador.

*Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças