Mercado de telemarketing: 10% dos profissionais têm mais de 40 anos

A dificuldade de contratar funcionários é o principal motivo para buscar pessoas mais experientes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O setor de call center do Brasil é considerada a porta de entrada para o mercado de trabalho de jovens. Entretanto, devido ao crescimento do setor e à escassez de profissionais na área, as empresas estão contratando pessoas com mais de 40 anos.

Segundo os dados divulgados pela ABT (Associação Brasileira de Telesserviços), 10% dos 1,2 milhão de postos de trabalho de telemarketing são ocupados por profissionais desta faixa etária.

O headhunter do Grupo Operadores, empresa especialista em recrutamento e seleção, José Simões Duarte, explica que a dificuldade de contratar funcionários é o principal motivo para buscar pessoas mais experientes.

Aprenda a investir na bolsa

“Contratar estas pessoas não faz parte dos programa de responsabilidade social das empresas. O motivo é a necessidade de preencher as vagas abertas. A escassez fez com que as empresas precisassem ampliar seu critério de seleção”, diz.

Alta rotatividade
Duarte afirma ainda que o setor encontra outra dificuldade: a alta rotatividade dos profissionais. De acordo com o especialista, como o setor está em expansão e há muitas vagas, os jovens ficam tentados em trocar de emprego.

Entre os motivos para buscar uma nova oportunidade, estão salários mais altos, local de trabalho mais próximo de casa e identificação com os produtos das empresas de telemarketing.

“A rotatividade é menor entre os profissionais acima de 40 anos. Eles são mais responsáveis. Muitos chegam nas empresas acreditando que o mercado de trabalho não dará oportunidade para ele”, declara.

Oportunidade em 2011
Somente para este ano, o setor de call center prevê abertura de 120 mil vagas. As oportunidades são destinadas tanto para os jovens profissionais como para as pessoas com faixa etária acima de 40 anos.

Para se candidatar, não é necessário ter experiência na área, já que as empresas oferecem treinamento. O único pré-requisito exigido é que a pessoa tenha conhecimentos básicos em informática. Em relação à média salarial, Duarte afirma que varia entre R$ 600 e R$ 800.

PUBLICIDADE

“É importante que a pessoa seja proativa. A oportunidade de crescimento existe, mas é necessário que a pessoa tenha perfil de liderança. Nenhuma empresa deixa de contratar uma pessoa que seja um líder nato. Este tem chance de ser promovido”, finaliza Duarte.