Mercado abre espaço para mais um cargo: gerente de inovação

Você sabe quem é este profissional, que deve trabalhar na busca por novas idéias e renovação dentro da empresa?

SÃO PAULO – Diante da concorrência entre as empresas, é preciso criatividade a todo o momento. Lançar novos produtos, oferecer serviços diferenciados e agradar o cliente. Estes pontos devem ser bem estudados, para que a criação não vire um fracasso.

Em meio a este cenário surge um novo cargo dentro das empresas: o gerente de inovação ou de novos negócios, bastante exigido e atuante nas grandes companhias. Você sabe quem é ele?

Conceito

A função principal deste novo profissional é colocar em prática idéias que parecem absurdas. Sabe tudo aquilo que você não consegue fazer porque não tem tempo para desenvolver? Pois o gerente de inovação terá tempo suficiente para isso.

PUBLICIDADE

Segundo o consultor Paulo de Tarso Machado, responsável por novos negócios da IBM Brasil, este executivo deve ter uma visão conceitual e um conhecimento da empresa na prática. “Precisa se adiantar ao que o mercado quer, mas tem que criar projetos viáveis”, declarou o consultor para o Boletim Administrador Moderno, do Conselho Nacional de Administração.

Função

No dia-a-dia é preciso se atualizar. O gerente de inovação deve ter em mente qual a realidade do mercado em que a empresa está inserida, bem como qual o papel da empresa neste mercado. O que ela precisa? Esta é a pergunta que deve ser feita todos os dias.

Este profissional deve pensar em novos projetos. Seu trabalho é baseado na reflexão, enfatizando também os aspectos financeiros da empresa, para adequar as inovações ao orçamento. Ele poderá, ou não, participar do processo de execução, mas com certeza, guiará diversas atividades.

Características

Este cargo somente poderá ser preenchido por pessoas que têm criatividade, ou seja, capacidade de pensar diferente. São pessoas não presas em dogmas e que aceitam as mudanças.

Além disso, elas têm poder de tornar realidade o que era tido como impossível: são inovadoras. Para isso é preciso ter espírito empreendedor e saber refletir. É preciso conhecimento em marketing, pesquisa e produção. Bom relacionamento com todas as áreas e ainda uma carga de conhecimento ampla.